mynews

OURÉM_DETIDO SUSPEITO DE TER ATEADO 17 FOCOS DE INCÊNCIO

Um homem de 45 anos suspeito de ter ateado 17 focos de incêndio na freguesia de Seiça, concelho de Ourém, foi detido pela Polícia Judiciária (PJ), anunciou hoje esta organização policial.

Em comunicado, a PJ informa que, através do Departamento de Investigação Criminal de Leiria e em colaboração com a GNR de Ourém, deteve o suspeito, desempregado, que aguarda julgamento em prisão preventiva.

Segundo a PJ, os focos de incêndio, que ocorreram na sexta-feira e no sábado, “foram prontamente combatidos e extintos pelos Bombeiros Voluntários de Ourém e por populares, evitando que tomassem maiores dimensões, atendendo a que os locais onde foram ateados os incêndios apresentavam condições de fácil e rápida propagação”.

“Nos incêndios, foram utilizadas acendalhas, permitindo que os vários ateamentos se verificassem na mesma área e ao mesmo tempo”, acrescenta o comunicado.

Fonte da PJ adiantou à agência Lusa que o suspeito, sem antecedentes policiais ou criminais, terá agido num quadro de alcoolismo.


2021-08-31

OURÉM_MUNICÍPIO DE OURÉM PEDE RESPOSTAS PARA A FALTA DE MÉDICOS NO CONCELHO

Solucionar o agravamento da falta de médicos de família no concelho de Ourém, foi uma das
reivindicações apresentadas pelo Presidente da Câmara Municipal de Ourém, Luís Miguel
Albuquerque, ao Secretário de Estado Adjunto e da Saúde, António Lacerda Sales, na reunião
realizada no passado dia 19 de agosto. Esta reunião contou também com a participação do
Presidente do Conselho Diretivo da ARS-LVT (Administração Regional de Saúde de Lisboa e
Vale do Tejo), Luís Pisco.

Em declaração política apresentada na Reunião de Câmara de 16 de agosto, Luís Miguel Albuquerque alertou para a o aumento do número de utentes oureenses sem médico de família, situação que afeta mais de 10 mil munícipes (cerca de 20% da população do concelho).
O panorama agudizou-se recentemente, já que o concurso destinado à colocação de
especialistas em Medicina Geral e Familiar ficou aquém das expetativas, com 168 vagas por preencher em todo o território nacional.

No decorrer da reunião, António Lacerda Sales apresentaria um rol de soluções com vista à
minimização desta situação concreta do concelho de Ourém. O Secretário de Estado referiu ainda que este é um problema transversal, mas que está atento à especificidade de Ourém, corroborando o esforço do Município na requalificação das extensões de saúde, garantindo
melhores condições de trabalho para os médicos e contribuindo para a sua fixação.

Por solucionar continuam outras questões propostas pelo Município, como a criação de um novo serviço de urgência no Centro de Saúde de Ourém (SAP – Serviço de Apoio
Permanente), a funcionar durante a semana, por forma a aliviar a afluência de oureenses aos Serviços de Urgências de hospitais limítrofes.

2021-08-30

OURÉM_ANA COSTA INTEGRA COMITIVA PORTUGUESA PARALÍMPICOS TÓQUIO 2020

Ana Sofia Costa, atleta do Centro João Paulo II e residente no Município de Ourém, é uma das representantes de Portugal nos Jogos Paralímpicos de Tóquio, na modalidade de Boccia.

Os Jogos Paralímpicos Tóquio 2020 realizam-se entre 24 de agosto e 5 de setembro com a participação de 32 atletas portugueses nas oito modalidades em que houve lugar a apuramento – Atletismo, Boccia, Natação, Canoagem, Ciclismo, Judo, Equestre e Badminton.

Ana Sofia Costa, atleta do Centro João Paulo II, cumpre assim o sonho de representar Portugal nos Jogos Paralímpicos de Tóquio, evento que irá contar com a participação de cerca de 4400 atletas de todo o mundo a competirem em 22 modalidades diferentes.

2021-08-14

LEIRIA_CENTRO HOSPITALAR FUNDE SERVIÇOS DE CIRURGIA

O Centro Hospitalar de Leiria (CHL) criou o Serviço de Cirurgia Geral, que resulta da fusão dos serviços de Cirurgia I e Cirurgia II, que agora integra equipas e recursos dos dois serviços, foi hoje anunciado.

O novo diretor do recém-formado Serviço de Cirurgia Geral é Miguel Coelho dos Santos, assistente graduado sénior de Cirurgia Geral.

“Esta decisão surge da necessidade de diferenciar a especialidade de Cirurgia Geral, eliminando as redundâncias no tratamento de doentes de subespecialidades diferentes existentes nos dois serviços, e permite a criação de condições para a abordagem e tratamento de patologias e doentes complexos”, refere o presidente do Conselho de Administração do CHL, Licínio de Carvalho.

2021-08-14

NOVA FASE NO RETOMAR DO CENTRO HOSPITALAR DO MÉDIO À SUA ATIVIDADE "NORMAL"

O Centro Hospitalar do Médio Tejo, EPE, realizou, esta semana, mais uma fase no retomar da sua atividade à “normalidade”, fazendo regressar aos seus locais de origem alguns Serviços deslocados por via Pandemia pelo SARS-CoV2.

Em consequência de um plano de normalização dos diferentes Serviços, e no âmbito da atual fase, regressam ao espaço da Consulta Externa 2, no piso 1, da Unidade Hospitalar de Torres Novas os Exames de Cardiologia. Assim, os utentes que pretenderem efetuar Eletrocardiogramas, Holters, Provas de Esforço, Ecocardiogramas e Mapas, devem dirigir-se à Consulta Externa, no Piso 1.

Ainda na Unidade Hospitalar de Torres Novas, regressam à área da Consulta Externa 1 a Consulta de Cirurgia Geral e a Consulta de Imuno-alergologia.

Com estas medidas, o Conselho de Administração pretende que a atividade nas Unidades Hospitalares que constituem o CHMT, Abrantes, Tomar e Torres Novas, possam com a brevidade possível recuperar a sua dinâmica, mantendo sempre o foco na melhor prestação de cuidados de saúde à população do Médio Tejo.


2021-08-14

ALVAIÁZERE_MUNICÍPIO CRIA PARQUE BOTÂNICO NA MATA DO CARRASCAL

A Câmara de Alvaiázere, vai criar um parque botânico na Mata do Carrascal, na sede do concelho, um investimento de meio milhão de euros, disse à agência Lusa a presidente do município.

“Este projecto pretende valorizar o nosso património natural e destacar a singularidade deste território”, afirmou Célia Marques.

Destacando que Alvaiázere está inserido na Rede Natura 2000, rede criada a nível da União Europeia para garantir a conservação de espécies e habitats mais ameaçados, Célia Marques realçou que o concelho “tem um grande património florístico e natural”.

“E, através deste parque, vamos permitir à população que aqui vive e às pessoas que nos visitam conhecer um bocadinho mais deste património”, continuou a autarca.

Segundo a presidente da câmara, o Parque Botânico da Mata do Carrascal “terá um conjunto de estações singulares e identitárias de cada um dos temas em destaque”, como a observação de aves, a flora, as espécies de animais existentes na mata ou, mesmo, campos experimentais relacionados com os projectos educativos desenvolvidos pelo município.

“Haverá ainda zonas de lazer e de permanência para que as pessoas possam usufruir de forma mais tranquila e com mais qualidade da mata”, referiu.

Reconhecendo que, actualmente, “o espaço do usufruto da mata cinge-se ao parque de merendas e a um moinho de vento”, Célia Marques adiantou: “Vamos disseminar um conjunto de estações pela mata, permitindo a sua utilização e convidando as pessoas a percorrem e a conhecerem o espaço”.

“É um parque de lazer que vai permitir o conhecimento do património local e natural, permitindo às pessoas que usufruam de todo o espaço” acrescentou.

O município contou com a colaboração do Instituto da Conservação das Florestas e da Natureza, que esteve envolvido na definição dos conteúdos, tendo sido feito um protocolo para colaborar futuramente na manutenção do espaço.

De acordo com a autarca, uma pequena área da Mata do Carrascal que pertencia à Santa Casa da Misericórdia de Alvaiázere foi cedida gratuitamente à câmara.

O concurso público foi publicado em Diário da República na semana passada. O investimento tem um prazo de execução de 240 dias e é financiado pelo Centro 2020.


2021-08-08

OURÉM_ADJUDICADO MULTIUSOS DE CAXARIAS

A construção do edifício multiusos de Caxarias foi adjudicada pelo valor de 1,5 milhões de euros a que se soma o IVA, anunciou a Câmara de Ourém.

O edifício vai ser construído no mesmo local onde ainda se encontra a antiga escola do 1.º ciclo de Carvoeira-Chã, “cuja estrutura vai ser totalmente demolida por não se verificarem quaisquer condições para a sua recuperação”, refere a autarquia.

“Desta empreitada, resultará a nova sede da junta de freguesia, bem como a futura Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados de Caxarias, cuja instalação será subsidiada por fundos comunitários, na sequência da candidatura submetida pelo Município de Ourém”, adianta a autarquia.


2021-08-08

ALVAIÁZERE_BOMBEIROS COM SEGUNDA EIP

Os Bombeiros Voluntários de Alvaiázere, vão constituir a segunda equipa de intervenção permanente, para melhorar a eficiência dos meios de socorro e das condições de auxílio à população.

O grupo é constituído por cinco bombeiros em regime de permanência, que atuam em caso de incêndios, acidentes, catástrofes naturais e outros tipos de evento.

O protocolo assinado pela Câmara Municipal de Alvaiázere e a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Alvaiázere, define que os custos desta equipa, são repartidos em iguais partes pela Câmara Municipal de Alvaiázere e pelo Ministério da Administração Interna.



2021-08-04

OURÉM_MUNICÍPIO VAI CELEBRAR PROTOCOLO COM ASSOCIAÇÃO "UMA ESCOLA NA FLORESTA"

O Município de Ourém vai celebrar um protocolo com a associação “Uma Escola na Floresta”, através do qual a autarquia se compromete a ceder a esta coletividade uma das salas da antiga Escola de Vale Travesso, na freguesia de Nossa Senhora da Piedade.

“Uma Escola na Floresta” é um projeto pioneiro no Concelho de Ourém, através do qual se pretende privilegiar a aprendizagem comunitária em cooperação com a natureza, numa ação sustentada em valores como o desenvolvimento do corpo e mente das crianças através do contacto com a natureza, a promoção de um desenvolvimento holístico nas crianças, jovens e educadores, o apoio aos educadores na descoberta de uma nova forma de educar, o desenvolvimento de uma metodologia de ensino promotora dos interesses da criança e a promoção de eventos educativos na natureza para a comunidade.

O Município esclarece, numa nota de imprensa, que o período de vigência deste protocolo é de um ano a contar da data da sua assinatura, sendo renovado automaticamente por período igual de tempo, caso não seja denunciado por qualquer das partes com 30 dias de antecedência.


2021-08-04

LEIRIA_PJ DESMANTELA REDE DE TRÁFICO DE DROGA NO ESTABELECIMENTO PRISIONAL

Oito pessoas foram detidas por suspeita de, a partir do exterior e sob determinação e organização de reclusos do Estabelecimento Prisional de Leiria, introduzirem haxixe e telemóveis nesta prisão.

Em comunicado, a PJ refere que, através do seu Departamento de Investigação Criminal de Leiria e em articulação com a direção do estabelecimento prisional, “desenvolveu uma investigação nos últimos meses” para “desarticular uma estrutura criminosa significativamente organizada que se dedicava à prática” do crime de tráfico de estupefacientes agravado “de e para o interior desta unidade prisional”.

Segundo a PJ, foi possível identificar um conjunto de pessoas que integravam aquela estrutura, “composta por reclusos, seus familiares, terceiros e uma funcionária de uma empresa que prestava serviços de fornecimento de alimentação” à cadeia.


O comunicado adianta que, em ações policiais desencadeadas em 17 de junho, e 20 e 28 de julho, nas cidades de Leiria e Torres Vedras (distrito de Lisboa), foram detidos, em flagrante e fora de flagrante delito, oito suspeitos – cinco homens e três mulheres -, que, a partir do exterior, atuavam “sob determinação e organização dos reclusos e por forma a introduzirem haxixe” e telemóveis na prisão.

“No decorrer das diversas ações policiais de investigação e recolha de prova foi possível intercetar dois destes abastecimentos e, como resultado, apreender relevantes elementos probatórios, nomeadamente, um total superior a um quilograma de haxixe, 13 aparelhos de telemóvel, cerca de 2.500 euros em notas e uma viatura automóvel”, explica a PJ.

Ainda de acordo com a PJ, “a forma utilizada para a introdução do estupefaciente e de telemóveis passava, essencialmente, pela funcionária externa da cadeia, que dissimulava a droga no interior do corpo e, assim, lograva contornar os sistemas de segurança da cadeia”.

Presentes a primeiro interrogatório judicial, os arguidos ficaram “sujeitos a diversas medidas de coação, nomeadamente, apresentações bissemanais, proibição de contactos e proibição do exercício de funções no interior” do estabelecimento prisional, refere a Judiciária.

Fonte da PJ esclareceu à agência Lusa que os detidos têm idades entre os 21 e 33 anos, sendo que a investigação decorria há cerca de seis meses.

Oito reclusos do Estabelecimento Prisional de Leiria foram também constituídos arguidos, acrescentou a mesma fonte.

O inquérito é dirigido pelo Departamento de Investigação e Ação Penal da Comarca de Leiria.

2021-08-04

OURÉM_MUNICÍPIO COFINANCIA CANDIDATURA DA AECO AO PROJETO "IDEIAS COM MÉRITO"

O Município de Ourém vai cofinanciar a implementação do projeto “AECO + Sustentável: AGIR com a Biblioteca”, apoiando, deste modo, a candidatura submetida pelo Agrupamento de Escolas Conde de Ourém à “Candidatura 2021: Ideias com Mérito”, financiada pelo programa Rede de Bibliotecas Escolares.

O projeto visa a transformação de parte da biblioteca num canto alusivo aos objetivos de sustentabilidade do planeta, de acordo com as definições emanadas das Nações Unidas, precisamente as mesmas que foram subscritas no projetivo educativo do agrupamento em apreço.

O Agrupamento de Escolas Conde de Ourém abrange sete estabelecimentos de educação e de ensino no nosso Concelho, estando sediado na Escola Básica 4.º Conde de Ourém, instalações nas quais se situa a biblioteca que será alvo desta intervenção, beneficiando os cerca de 1200 alunos que a frequentam.

De acordo com a proposta de protocolo aprovada pela Reunião da Câmara Municipal de 2 de agosto, o Município vai atribuir um apoio de 1250 euros, correspondente a 50 por cento do valor não elegível, a realizar pelo agrupamento.


2021-08-04

OURÉM_ASSINADO PROTOCOLO COM VISTA À IMPLEMENTAÇÃO DE ENSINO SUPERIOR

O Município de Ourém, o Instituto Politécnico de Coimbra e a “Ads Territórios” assinaram um protoloco de colaboração, com vista à abertura do CTeSP “Interpretação da Natureza e dos Espaços Rurais” em Fátima.

Luís Miguel Albuquerque abriu a cerimónia destacando o apoio dado a esta iniciativa, realçando a “velha ambição” de Ourém captar oferta de Ensino Superior e reiterando a resposta positiva dada, desde o primeiro momento, ao desafio lançado pela “Ads Territórios” e pela Escola Agrária de Coimbra, no sentido de criar esta oferta educativa.

António Lopes, Presidente da “Ads Territórios”, demonstrar a sua enorme satisfação pela parceria hoje apresentada, agradecendo às entidades envolvidas pela forma como, em conjunto, se empenharam para erguer este projeto. Para o Presidente da “Ads Territórios” esta é a prova de que, cada vez mais, é necessário encarar iniciativas de âmbito local como forma de promover um desenvolvimento sustentável, essencial para a valorização destes territórios. Também na área do turismo, António Lopes destacou o papel essencial que iniciativas em espaço rural e de natureza podem ter, alavancando outros projetos que permitam combater assimetrias existente.

Já para Jorge Conde, Presidente do Instituto Politécnico de Coimbra, esta parceria é mais um passo na estratégia de descentralização que o Instituto Politécnico de Coimbra tem vindo a desenvolver, também, como forma de combater muito do desinteresse dos jovens pelo ensino superior. Jorge Conde não escondeu ainda a sua satisfação pelo acordo hoje alcançado, destacando o CTeSP “Interpretação da Natureza e dos Espaços Rurais” como uma oportunidade e mais-valia para as populações locais mas também, para a progressão académica dos jovens e público em geral.

João Noronha, diretor da Escola Superior Agrária de Coimbra teve oportunidade de apresentar brevemente o curso, assinalando o benefício evidente que é poder desenvolvê-lo num território com as caraterísticas de Fátima. O objetivo é, muito sumariamente, dotar os formandos de conhecimentos do espaço rural e natural que lhes permita conceber um conjunto de ofertas, entre elas trilhos ou outros porjetos, em espaços rurais, em muito numa lógica de complementaridade ao setor do turismo.

O CTeSP “Interpretação da Natureza e dos Espaços Rurais” funcionará no Espaço Fatimae, em Fátima e terá a duração de 2 anos. Terá uma componente teórico-prática de 3 semestres e outra, de estágio profissional com a duração de 6 meses.


2021-07-20

OURÉM_CÂMARA REFORÇA IDENTIDADE CULTURAL DA PRAÇA MOUZINHO DE ALBUQUERQUE

A Câmara Municipal vai dar sequência ao processo de requalificação da Praça Mouzinho de Albuquerque, através da reabilitação dos edifícios localizados na ala poente do local, ao abrigo da estratégia de revitalização e dinamização do centro urbano da Cidade de Ourém.

Para o efeito, foi aprovada, em sede de Reunião da Câmara, a aquisição de um imóvel urbano, composto de casa para habitação com dois pisos e logradouro. O objetivo, esse, passa por reforçar a identidade da Praça Mouzinho de Albuquerque enquanto centro cultural de referência na sede do Concelho.

A intenção do Município passa por requalificar o edifício, adaptando o mesmo por forma a permitir o arrendamento de espaços comerciais no rés do chão. A medida também prevê a cedência do primeiro andar, do armazém e do logradouro à AMBO – Academia de Música e Banda de Ourém, atendendo à vontade manifestada pelos seus dirigentes há vários anos e privilegiando a dinamização das inúmeras valências que esta entidade possui na sua esfera, na qual se integram a o Chorus Auris, o Coral Infantil a Orquestra de Sopros de Ourém, entre outras valências.

Neste contexto, a direção desta instituição manifestou disponibilidade total para a realização da permuta do espaço com o lote n.º 2 da Rua Capitão Salgueiro Maia (Ourém), no qual a AMBO planeava construir a sua nova sede, que futuramente passará a funcionar na Praça Mouzinho de Albuquerque, ao abrigo do protocolo a celebrar com o Município de Ourém.



2021-05-20

OURÉM_CÂMARA PROTOCOLA LIMPEZA DA RIBEIRA DE SEIÇA COM EXÉRCITO PORTUGUÊS

O Município de Ourém protocolou, com o Regimento de Engenharia n.º 1, uma operação de limpeza, em larga escala, na Ribeira de Seiça.

Esta intervenção responde a uma necessidade de fundo, há muito identificada e de extrema importância, numa zona de uma importância ecológica e ambiental ímpares no contexto urbano da cidade de Ourém. A ação contempla a regularização das margens, remoção de ramos e árvores tombadas na galeria ripícola, assim como o controlo de espécies invasoras e a limpeza do leito da ribeira. Será efetuada por 4 militares equipados com maquinaria pesada e terá lugar num troço entre a ponte dos namorados da Corredoura e a Ponte da Olaia, ao longo de uma extensão de 9 km.

O Município de Ourém assegurará, durante a execução dos trabalhos, as refeições, alojamento e consumíveis da equipa ao longo de 4 meses, prazo expectável para a conclusão das limpezas.


2021-05-20

ALVAIÁZERE_ADECA PROMOVE FORMAÇÃO APÍCOLA

A ADECA - Associação de Desenvolvimento Integrado do Concelho de Alvaiázere está a promover novas acções de formação apícola, dinamizadas pelo Gabinete de Apoio ao Mundo Rural.

A 3ª Edição do Curso de Iniciação à Apicultura, irá realizar-se nos dias 12 e 13 de Junho de 2021 e a 1ª Edição do Curso de Criação de Rainhas e Desdobramentos, irá realizar-se nos dias 3 e 4 de Julho de 2021.

Estas ações de formação têm um custo de 50.00€ e dada a forte componente prática, é obrigatória a utilização de fato apícola, que pode adquirir na ADECA.

O objetivo da realização destas ações é incentivar e dinamizar a apicultura na nossa região e dotar os participantes de conhecimentos técnicos que possam ser uma mais valia para a produção de mel.

As inscrições, podem ser feitas através do e-mail: miguel.dias@adeca.pt ou pelo telefone: 236 650 160.


2021-05-20

FÁTIMA_AS CONTAS DO SANTUÁRIO, AS VACINAS E A VISITA DO PAPA

O bispo da Diocese de Leiria-Fátima, cardeal António Marto, disse hoje não ser aceitável que a distribuição de vacinas contra a covid-19 se transforme numa arma geopolítica. “A imunização extensiva deveria considerar-se um bem comum universal e, por isso, a distribuição das vacinas não pode obedecer a outro critério que não seja o de saúde pública. Não é aceitável, nem compreensível que se transforme numa arma geopolítica”, afirmou António Marto na conferência de imprensa que antecede a peregrinação internacional de maio ao Santuário de Fátima, que hoje começa.

António Marto congratulou-se ainda com o facto de se caminhar “a passos largos para a imunidade de grupo”.“Parece que, finalmente, podemos ver uma luz ao fundo do túnel, mas todo o cuidado é pouco”, avisou, considerando que “a pandemia ainda não passou e é preciso prosseguir a vacinação”. Para o bispo de Leiria-Fátima, “todos devem ter acesso à vacina em Portugal, na Europa e no mundo”.

António Marto abordou também a crise económica e social decorrente da pandemia, considerando que exige “uma atenção própria, sobretudo com respeito pela dignidade das pessoas e, por conseguinte, também, pelo direito ao trabalho e ao trabalho digno”. O cardeal citou depois o papa Francisco, dizendo que “enquanto a economia real que cria emprego está em crise - quantas pessoas estão sem trabalho -, os mercados financeiros nunca estiveram tão excessivamente aumentados como agora”.

Repetindo as palavras de Francisco, António Marto referiu ainda que “as finanças, se não forem regulamentadas, tornam-se pura especulação animada por políticas monetárias”, situação que é insustentável e perigosa, mas que ainda há tempo de iniciar um processo de mudança global para “colocar em prática uma economia diferente, mais justa, inclusiva, sustentável”.

O bispo de Leiria-Fátima mostrou-se todavia esperançado quanto à visita do papa Francisco a Fátima, em 2023, que deverá ser uma oportunidade para a economia local, que foi fortemente afetada pela pandemia.

“É um sinal de grande esperança, não só pelo que significa esta vontade do papa de se fazer peregrino de novo aqui na Cova da Iria, mas também pela oportunidade que pode representar para a economia local, que tem sentido fortemente o impacto desta crise”, afirmou o cardeal.

Francisco confirmou ao bispo, em 29 de abril, a intenção de visitar Fátima em 2023, por ocasião da Jornada Mundial da Juventude, que se realizará em Lisboa. A confirmação foi feita durante uma audiência privada entre o cardeal António Marto e o papa Francisco, no Vaticano.

Para António Marto, a visita do papa à Cova da Iria “enfatiza a importância do lugar” e da mensagem deixada virgem de Fátima. “Renova a ligação forte entre o papa Francisco e Fátima, que a mim me surpreendeu”, frisou.

Os efeitos da pandemia sentem-se também no Santuário de Fátima, segundo o seu reitor, Carlos Cabecinhas, que, no entanto, garantiu aos jornalistas que a situação económica e financeira, sendo difícil, não põe “em causa a estabilidade da instituição”.

“Este tipo de situações tem um peso extremamente grande e negativo naquilo que é o exercício anual do santuário. O ano passado entendemos avançar com um processo de reestruturação, precisamente numa perspetiva responsável de quem sabia que não estávamos a viver um momento pontual de um ano, mas de uma situação que se ia prolongar”, justificou.

Segundo o reitor, “a situação económica e financeira do santuário é estável como sempre foi”, mas “estes tempos são difíceis”.“Todos temos consciência da dificuldade, mas o santuário tem uma situação que lhe permite continuar, com responsabilidade, a fazer frente e a responder aos seus compromissos”, garantiu.Carlos Cabecinhas anunciou que o santuário retomará, “assim que a situação pandémica o permita, as atividades com doentes e com idosos, que são os mais frágeis e que maior atenção merecem”.

“Mas não descuraremos os jovens, que se contam também entre os mais frágeis, não já por motivos de saúde, mas de condições sociais e, tantas vezes, pela falta de horizontes e de esperança”, acrescentou.

O reitor disse ainda que, este ano, o santuário criará condições “para avançar com um centro de escuta e de atendimento para aquelas pessoas que precisam de apoio espiritual para enfrentarem as situações da vida”.

2021-05-12

COVID-19_OURÉM_MUNICÍPIO CRIA REDE DE APOIO A MUNÍCIPES

Foi aprovado, na Reunião de Câmara de 1 de março um protocolo de cooperação com seis Instituições Sociais concelhias para prestação de um apoio pontual urgente aos munícipes.
Esta medida pretende dar resposta aos pedidos de apoio de munícipes vítimas do vírus COVID-19 e que carecem de uma resposta célere, tendo para o efeito sido contactadas seis instituições, de forma a abranger toda a área geográfica do concelho:
- Associação Cultural e Recreativa de Alburitel (ACRA)
- Associação para a Promoção e Dinamização do Apoio à Família (APDAF)
- Centro de Apoio Social do Olival (CASO)
- Centro Social Paroquial São João Baptista de Espite
- Centro Social Paroquial de Freixianda
- Santa Casa da Misericórdia Fátima - Ourém
Estas instituições ficarão de prevenção, inclusivamente aos fins-de-semana, para os casos pontuais de auxílio urgente, como sejam o apoio domiciliário através da entrega de refeições/bens alimentares.
A contratação desse apoio será sempre feita entre a instituição que presta o serviço e o beneficiário, a quem, serão imputados os custos do mesmo desde que possua rendimentos para o efeito.
Ao Município caberá o papel de mediador e o compromisso de assegurar o pagamento à instituição, apenas nas situações em que haja declarada insuficiência económica ou ausência de rede familiar para suportar os custos da prestação dos serviços.

2021-03-06

OURÉM_CÂMARA PROPÕE LIGAÇÃO DA LINHA FERROVIÁRIA DO NORTE À DO OESTE

O presidente da Câmara de Ourém anunciou que uma das propostas que deixou na consulta pública do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) foi a ligação da linha ferroviária do Norte à do Oeste, em Fátima.

Durante a reunião do executivo de hoje, Luís Albuquerque informou os vereadores sobre as propostas que deixou ao documento estratégico do Governo.

“Apresentámos um contributo para que seja feita uma ligação da linha do Norte à linha do Oeste para que Fátima seja servida de ferrovia”, explicou o presidente.

Esta ligação seria complementada com a “melhoria dos acessos da Zona Industrial de Casal dos Frades e Zona Industrial da Freixianda à Estrada Nacional 356”.

A ligação da autoestrada 1 (A1) ao itinerário complementar 9 (que liga Nazaré a Tomar), “uma velha aspiração” que também já foi reivindicada pela Assembleia de Freguesia de Fátima, foi também contemplada nas sugestões enviadas pela autarquia de Ourém, no distrito de Santarém.

Lamentando que os investimentos sejam “destinados sobretudo ao Estado Central”, Luís Albuquerque propõe ainda uma verba para a eficiência energética de edifícios públicos municipais, assim como “um investimento na digitalização da administração local”.

“O ensino profissional é muito reconhecido e privilegiado neste PRR, pelo que destacámos a importância da construção do novo edifício da Escola de Hotelaria de Fátima”, revelou ainda.

Nas propostas constam também a inclusão de uma verba para o turismo, já que “não há nenhuma prevista”, e a “requalificação do centro de saúde de Ourém”.

Foi ainda apresentado um contributo para “contemplar a valência de creche”. É importante que “possa haver dinheiro para este tipo de investimento, que no nosso concelho é deficitário.”

Outro contributo apresentado foi “considerar uma verba para os cuidados continuados do projeto do Centro Social da Ribeira de Fárrio”, até porque “o Governo tem o objetivo ambicioso de chegar às 5.500 camas”.

“Parece-nos importante trabalhar na área dos cuidados integrados de saúde mental em Fátima e criar apoios para as zonas rurais para uma maior coesão do território”, acrescentou.

Luís Albuquerque defendeu ainda uma “medida vocacionada para o apoio ao desporto de formação, que está a ser muito prejudicado nesta pandemia e que não está contemplado neste PRR”, rematou.

Na reunião de executivo, o presidente apontou ainda a importância de ser criada uma área integrada de gestão da paisagem, que prevê 13 mil hectares, para que "no futuro se possa intervir na área florestal recorrendo a fundos comunitários".

"Será uma oportunidade para recuperar as zonas onde decorreram os incêndios de 2017 e onde é preciso intervir. Mas, para isso, é preciso ter acesso a fundos comunitários", frisou, exemplificando que a intervenção poderá passar pela "reflorestação, abertura de caminhos e aproveitamento de biomassa".


2021-03-03

COVID-19_ALVAIÁZERE CRIA FUNDO MUNICIPAL DE EMERGÊNCIA PARA FAMÍLIAS E EMPRESAS

O Município de Alvaiázere anunciou hoje que aprovou a constituição de um Fundo Municipal de Emergência, para apoiar famílias e empresas em situação de vulnerabilidade social e económica no contexto da pandemia da covid-19.

O apoio às famílias consiste na atribuição de uma prestação pecuniária única, correspondente ao valor despendido com um conjunto de despesas domésticas, como rendas, água, eletricidade ou creches, efetuadas no período de confinamento, informa a autarquia numa nota de imprensa.

Os beneficiários deste apoio terão de comprovar que sofreram uma redução igual ou superior a 25% do seu rendimento mensal durante a declaração de pandemia.

O Município de Alvaiázere também criou uma linha de apoio excecional às empresas, ao abrigo do Programa Alvaiázere+, que apoia e dinamiza o tecido empresarial local.

Segundo a câmara, esta medida pretende dar resposta, essencialmente, às micro e pequenas empresas com atividade no concelho, nos setores mais afetados pela pandemia, nomeadamente restauração e similares, comércio e serviços.

Este apoio está disponível às empresas que tiveram quebras de 50% na faturação e que possuam até três trabalhadores e um volume de negócios até 180 mil euros ou, tendo quatro ou mais trabalhadores, apresentem um volume de negócios inferior a 350 mil euros, refere a mesma nota de imprensa.

Os apoios serão concedidos sob forma de um subsídio não reembolsável de 1.200 euros para as empresas com três ou menos trabalhadores, e de 2.400 euros, para as empresas com quatro ou mais trabalhadores.

O pedido de apoio é feito através de formulário próprio disponível na página oficial daquele município.

2021-03-03

ABRANTES_MATERNIDADE DO CHMT FECHA 2020 COM MAIS PARTOS

A Maternidade do Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT), instalada em Abrantes, registou 834 nascimentos em 2020 e ultrapassou a barreira dos 800 partos pela primeira vez desde 2014, ano em que se registaram 801 partos, informou hoje a instituição.

Segundo informação disponibilizada pelo CHMT, que abarca as unidades hospitalares de Abrantes, Tomar e Torres Novas, funcionando em regime de complementaridade de valências, em 2020 ocorreram 826 partos e um total de 834 nascimentos (já que um parto pode ser referente a gémeos ou mais crianças). Em causa estão mais 36 nascimentos do que em 2019, sendo o mês de outubro o que registou maior número de nascimentos em 2020, com 89 bebés.

Um comunicado do CHMT sublinha que, "mesmo em ano de pandemia, o esforço realizado para adequar a Maternidade do Centro Hospitalar do Médio Tejo ao contexto covid-19 contribuiu, muito fortemente, para que o Serviço de Obstetrícia […] fosse procurado por parturientes vindas de outras áreas geográficas", para além da área de influência do Médio Tejo.

Segundo o centro hospitalar, essas obras de adequação permitiram criar um "circuito diferenciado e estanque" e viabilizaram a realização de partos na presença de um acompanhante.

2021-03-03