mynews

OURÉM_REUNIÃO DA CÂMARA MUNICIPAL DE OURÉM

O Salão Nobre do Edifício-sede do Município de Ourém recebeu esta segunda-feira mais uma reunião ordinária da Câmara Municipal de Ourém.

No período antes da Ordem do Dia, o Presidente da Câmara Municipal, Luís Miguel Albuquerque, apresentou uma declaração sobre as provas do Campeonato Nacional de Atletismo Sub-18 (juvenis) que decorreram no Estádio Papa Francisco, em Fátima, entre 13 e 14 de julho, e que trouxeram até ao concelho mais de 700 jovens atletas.

Já no período da Ordem do Dia, a Câmara Municipal aprovou por unanimidade as propostas de protocolo a celebrar com o Centro Cultural e Recreativo do Olival (apoio financeiro consignado à realização de uma prova do Campeonato Nacional de Drift em Ourém), com a Congregação das Irmãs Reparadoras de Nossa Senhora de Fátima (apoio financeiro relativo à implementação de uma creche em Fátima) e com a Fábrica da Igreja Paroquial de Freixianda para
a reabilitação do Adro da Capela de S. Jorge.

Seguiu-se a aprovação do lançamento de concursos públicos para a requalificação de várias ruas na União de Freguesias de Freixianda, Ribeira do Fárrio e Formigais e da rede viária na zona da Lomba D’égua e Travessa de Santa Clara, na freguesia de Fátima. Foi também apreciada a proposta de alteração do Regulamento das Zonas e Parques de Estacionamento Tarifado, que será agora sujeita a emissão de pareceres de várias entidades e consequente entrada em fase de consulta pública, e analisado o estudo prévio já existente para requalificar a ligação entre a Zona Industrial de Casal dos Frades e o IC9.

2019-07-16

OURÉM_MUNICÍPIO PRETENDE CRIAR ECOVIA ENTRE FÁTIMA E OURÉM

O município de Ourém vai pedir um parecer à Agência Nacional do Ambiente e auscultar algumas juntas de freguesia do concelho para avaliar a viabilidade da criação de uma ecovia.

Segundo uma nota de imprensa da Câmara de Ourém (distrito de Santarém), na mais recente reunião de executivo, o presidente, Luís Albuquerque (coligação Ourém Sempre PSD/CDS-PP) revelou que “será pedido um parecer à Agência Nacional do Ambiente, assim como serão auscultadas as juntas de
freguesia envolvidas (Atouguia, Nossa Senhora das Misericórdias, Atouguia e Fátima) relativamente à viabilidade da implantação do traçado proposto”.

Mediante as conclusões destes procedimentos, o executivo decidirá se o projecto da criação de uma ecovia, que iria ligar Ourém a Fátima, avança em definitivo.

O traçado proposto liga as duas cidades através de um percurso pedonal e ciclável, que assenta num aproveitamento de 6,735 quilómetros de caminhos já existentes, “sendo complementado com a abertura/construção de novos caminhos ao longo de 2,232 quilómetros, perfazendo um percurso total de 8,967 quilómetros”.

O projecto tem início na Ponte dos Namorados, em Ourém, passa pela Capela de São Sebastião e pela Estrada de Alvega, terminando em Fátima, na Rua da Salgueira, em Moita Redonda.

Oferece-se “aos utentes a oportunidade de desfrutar da beleza ambiental e paisagística proporcionada pelo curso de água e sua envolvência”, refere a autarquia.

Segundo o município, o objectivo é “potenciar o turismo ambiental, não esquecendo a garantia de condições adequadas aos milhares de peregrinos que
acedem a Fátima vindos do interior do país, entre outras inúmeras vantagens associadas à implementação desta ecovia”.

“Temos este projecto em mente desde o início do nosso mandato, porque nos parece importante para aproximar as duas cidades. Estamos numa fase preliminar, ainda vamos pedir pareceres a quem de direito, tanto às juntas de freguesia envolvidas como à Agência Portuguesa do Ambiente, uma vez que todo o traçado proposto corre à beira das ribeiras existentes entre Ourém e Fátima”, refere a nota, citando o presidente da Câmara.

Mediante as conclusões destes pareceres, a autarquia avançará ou não para a contratação do projecto de execução, para poder candidatá-lo a “algum aviso
comunitário ou eventualmente avançar com base em recursos próprios”.

Segundo o município de Ourém, esta ecovia “permitirá a ampliação do Parque Municipal António Teixeira, com continuidade até à Ponte dos Namorados”, tal como “potencia o turismo ambiental no concelho de Ourém”, “cria condições condignas para a passagem de milhares de peregrinos oriundos do interior do

país” e “salvaguarda, reabilita e disponibiliza ao país a Capela de São Sebastião”.

Além disso, refere o comunicado, “privilegia o projecto ‘Caminhos de Fátima’ e a ‘Rota Carmelita’, o primeiro percurso de peregrinos marcado oficialmente em Portugal, ligando o Memorial da Irmã Lúcia, no Carmelo de Santa Teresa, em Coimbra, ao Santuário de Fátima”.

2019-07-05

OURÉM_TEJO AMBIENTE

Na presença do Secretário de Estado do Ambiente, João Ataíde, a Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo formalizou esta segunda-feira, 1 de Julho, em Tomar, a constituição da Tejo Ambiente, empresa intermunicipal que junta seis autarquias da região e que prevê investimentos de 124 milhões de euros ao longo de 30 anos.

Anabela Freitas, presidente da CIMT, afirmou na oportunidade, que a criação desta nova empresa, que vai servir cerca de 108 mil pessoas de seis dos 13 municípios do Médio Tejo (Ferreira do Zêzere, Mação, Ourém, Sardoal, Tomar e Vila Nova da Barquinha), “prevê um investimento global na ordem dos 124 ME ao longo de 30 anos”, tendo em vista um “conjunto global de objectivos a alcançar ao nível do abastecimento de água, saneamento e na recolha de resíduos urbanos, em paralelo com a respectiva adequação ambiental e tecnológica”.

Segundo a CIMT, a criação desta nova empresa visa a redução de perdas de água, a redução do caudal de efluentes drenados, aumentar a quantidade de resíduos a recolher para reciclagem, a redução da idade média da frota de veículos, a renovação integral do parque de contentores em cada 10 anos, e a implementação de um conjunto de ferramentas de gestão que vão permitir a optimização de circuitos, a gestão de frotas e a gestão da caracterização de
resíduos.

A autarca destacou ainda a importância da cobertura da taxa de saneamento e a resolução do problema de perdas de água nos municípios envolvidos, tendo apresentado como objectivo a redução de perdas de “43% para 18% em 15 anos”.

A formalização da escritura pública da Tejo Ambiente decorreu hoje na sede da CIMT, em Tomar, sendo o investimento previsto de 124,3 ME ao longo de 30 anos, (dos quais 38 ME nos primeiros 5 anos), com recurso a fundos comunitários, e com uma fatia de 53 ME para o abastecimento de água, 47ME em saneamento, e 11,2ME na recolha de resíduos urbanos.

Com uma estrutura repartida entre uma sede, em Ourém, e um Centro de Engenharia e Tecnologia, em Tomar, a empresa intermunicipal vai ter ainda um
centro operacional por município, com gestão da operação, manutenção de redes e loja de atendimento, garantindo a capacidade de resposta e proximidade
ao cliente, refere a CIMT, em nota de imprensa.

A “Tejo Ambiente” tem um capital social de 600 mil euros e os municípios de Tomar e de Ourém detêm as maiores participações (com 35,63% e 32,37%, respectivamente), seguido de Mação (10,85%), Ferreira do Zêzere (7,94%), Vila Nova da Barquinha (7,63%) e Sardoal (5,.58%). estando p arranque oficial da Empresa Intermunicipal de Ambiente do Médio Tejo está previsto para o dia 1 de Janeiro de 2020.

A apresentação da empresa, nas suas várias valências, foi feita hoje por Diogo Faria de Oliveira, Diretor da empresa que elaborou op respetivo estudo de viabilidade económica.


2019-07-01

TOMAR_CORTEJO DOS TABULEIROS

A Festa dos Tabuleiros, que se realiza de quatro em quatro anos em Tomar, no distrito de Santarém, começa este fim de semana com destaque para o desfile de 1.650 crianças, domingo, no Cortejo dos Rapazes.

Com o “ponto alto” da festa a acontecer no dia 07 de julho, com a saída de 748 tabuleiros (mais 58 que em 2015) – transportados à cabeça por raparigas
trajadas de branco –, a Festa dosTabuleiros, uma das manifestações culturais e religiosas mais antigas de Portugal, realiza-se por decisão da população, que se reúne um ano antes, iniciando os trabalhos de confeção das flores para os tabuleiros e para a ornamentação das ruas.

No fim de semana de abertura da festa, o destaque vai para o Cortejo dos Rapazes, tradição retomada na festa de 1991 e que reproduz, à dimensão das crianças, o grande cortejo dos Tabuleiros.

Maria João Morais, mordoma da Festa dos Tabuleiros, disse à Lusa que este ano o cortejo, que sai às 10:00 de domingo da Mata dos Sete Montes, conta com a participação de 1.650 crianças dos três aos dez anos, com as mais pequenas a transportarem “cestinhas” em vez de tabuleiros, realizando-se à tarde a primeira edição dos Jogos Populares dos Rapazes, versão infantil desta componente tradicional do evento.

A parte cultural abre ao final da tarde de sexta-feira com a inauguração, no Centro de Estudos em Fotografia, na Casa dos Cubos, da exposição “A Festa, o saber e o gesto… De 1884 aos dias de hoje – a prática festiva em imagens”.

A partir de sábado, no Convento de Cristo, será possível ver a exposição retrospetiva da obra do arquiteto Bartolomeu Costa Cabral, “Ética das Coisas” (patente até 15 de setembro), abrindo à tarde as exposição de pintura “Flores e Amores”, de Teresa d’Azevedo Coutinho, na Casa Manuel Guimarães, "Aguarelas de Tomar", de José Inácio Costa Rosa, na casa Vieira Guimarães, e “A Nossa Terra… a Nossa Festa”, do Agrupamento de Escolas Templários, na galeria do Instituto Politécnico de Tomar.

No Complexo Cultural da Levada vão ser inauguradas as exposições "No Coração da Festa", de Luís Ribeiro, Paulo Ferreira e Manuel Gil, “Retalhos dos Dias”, de João Costa Rosa, joalharia "Coleção Ordem do Templo", de Inês Costa Araújo, e “LYKEION”, dos Antigos Alunos do Liceu.

Ainda no Complexo da Levada, no Moinho da Ordem, será apresentado o livro "Sentir a Festa dos Tabuleiros… à conversa com...", dos alunos da turma E do 6.º ano, do Agrupamento de Escolas Nuno de Santa Maria, abrindo, na Moagem A Portuguesa, a Mostra de Sabores e Artesanato.

À noite, realiza-se, no Mouchão, o 35.º Festival Nacional de Folclore do Minjoelho, e, no Jardim da Várzea Pequena, a banda MT 80, DJ Paulino Coelho e DJ White dão início às Noites no Coreto.

O cartaz de espetáculos inclui, domingo, as atuações da Orquestra de Sopros dos Templários, no cineteatro, Lara Martins e SmallBigBand Canto Firme, no Mouchão, e Banda T, no Coreto.

A inauguração das ruas ornamentadas vai acontecer quinta-feira 04 de julho, o Cortejo do Mordomo será no dia seguinte e os Cortejos Parciais dos Tabuleiros a 06, dia em que se disputam as finais dos jogos populares e se expõem os tabuleiros na Mata dos Sete Montes (de acesso ao Convento de Cristo), com o grande cortejo a acontecer no dia 07, encerrando a festa no dia 08, quando é feita a distribuição do Bodo ou Pêza.

A primeira saída da festa aconteceu em 21 de abril, domingo de Páscoa, com a Procissão das Coroas e Pendões do Espírito Santo, estando ainda a ecorrer os trabalhos de montagem dos tabuleiros nas 11 freguesias do concelho, disse Maria João Morais.

Os tabuleiros da festa de Tomar, únicos com esta forma nas tradicionais festas do Espírito Santo que se realizam um pouco por todo o país, têm na base um cesto de verga que é enfeitado com um pano bordado ou em renda.

No cesto são espetadas cinco ou seis canas, dependendo da altura da rapariga que o vai transportar, que levam cinco ou seis pães (no total têm de ser
obrigatoriamente 30), numa estrutura que é enfeitada com coloridas flores (papoilas e espigas são obrigatórias) e encimada com uma coroa que leva uma pomba branca ou a cruz da Ordem de Cristo.

A rapariga traja de branco com uma faixa da cor dominante do tabuleiro que transporta à cabeça (com cerca de 10 quilogramas), cor que o rapaz usa também na gravata e na cinta que enfeitam o fato de camisa branca e calça preta.

Com origem pagã, simbolizando a época das colheitas, a Festa dos Tabuleiros adquiriu caráter religioso na Idade Média, com a Rainha Santa Isabel, estando em curso os trabalhos de investigação para sustentação da candidatura a Património Nacional e posteriormente a Património Imaterial da UNESCO.

Dada a sua complexidade, a festa realiza-se de quatro em quatro anos, tendo havido apenas uma edição em que o povo decidiu adiar a sua realização por um ano, por coincidir com a Expo 98, evento no qual participou com um cortejo a convite do então Presidente da República, Jorge Sampaio.


2019-06-29

SANTARÉM_PSD APROVA CANDIDATOS A DEPUTADOS COM JOÃO MOURA, PRESIDENTE DA DISTRITAL À CABEÇA

João Moura, presidente da distrital do PSD de Santarém, encabeça a lista proposta ao partido para candidatos a deputados.

A distrital de Santarém do PSD aprovou na noite de quarta-feira os nomes da lista de candidatos a deputados nas legislativas de 06 de outubro, ordenados, e não por ordem alfabética conforme orientação da nacional, com João Moura em primeiro lugar.

O presidente da distrital social-democrata de Santarém, João Moura, disse à Lusa que a indicação do seu nome como cabeça de lista foi votada por uma “expressiva maioria” por corresponder à orientação saída da Assembleia Distrital do passado dia 15, de que deveria ser uma pessoa “com fortes ligações ao distrito” e tida como “uma mais valia para o resultado do PSD nas legislativas”.

João Moura sublinhou que a escolha do cabeça de lista é uma competência de Rui Rio, presidente do partido, e declarou existir a expetativa do reconhecimento do seu “forte vínculo” ao distrito e de pertencer a uma concelhia (Ourém) de “maioria expressiva” social-democrata.

“Respeitaremos a posição do presidente do partido, mas esta é a vontade do distrito, na convicção de que obterá o melhor resultado”, afirmou.

A lista apresenta em segundo lugar o advogado de Santarém Ramiro Matos e em terceiro a atual presidente da Câmara Municipal de Rio Maior, Isaura Morais,
seguindo-se Rui Rufino (indicado pela concelhia da Chamusca), Jorge Simões (Torres Novas), Sónia Ferreira (Benavente), João Oliveira (JSD e da concelhia
do Cartaxo), Célia Bonet (eleita como vereadora independente em Tomar) e Isilda Aguincha (TSD e da concelhia do Entroncamento).

João Moura afirmou que o facto de não ter sido seguida a indicação de apresentação dos nomes por ordem alfabética não é problemática, reconhecendo que a proposta saída da reunião de quarta-feira à noite será ainda discutida com o secretário-geral do partido antes da ordenação final.

“É uma lista muito equilibrada, com representação de todo o distrito. Sabemos que não é fechada, que ainda vai ser alvo de negociação, mas apresenta uma linha, uma espinha dorsal, e satisfaz a vontade da distrital, não deixando o ónus da decisão no âmbito da negociação sobre mim”, declarou, frisando que a lista apresentada pela Comissão Política Distrital teve uma “votação expressiva”.

Segundo João Moura, todos os elementos da lista – que inclui ainda os suplentes José Salvado (Vila Nova da Barquinha), Ana Cláudio (Torres Novas), Ricardo Oliveira (Benavente), Teresa Nogueira (Cartaxo) e Cláudia Ferreira (Vila Nova da Barquinha) – assumiram o compromisso de, caso sejam eleitos, exercerem a função de deputado em exclusividade.

A Comissão Política Nacional (CPN) vai reunir-se com as várias Comissões Políticas Distritais entre 08 e 19 de julho para discutir as propostas de listas, de acordo com o calendário aprovado pela direção do PSD em maio.

A mesma deliberação refere que, em finais de julho, a Comissão Política Nacional e o Conselho Nacional aprovam as listas de candidatos.

Na mesma ocasião, a direção de Rui Rio aprovou os critérios para a elaboração das listas dos candidatos a deputados para a próxima legislatura, nas quais se inclui a “concordância com a orientação estratégica da Comissão Política Nacional e disponibilidade para cooperar de forma politicamente leal e solidária”.

Na atual legislatura, o PSD conta com três deputados eleitos pelo distrito de Santarém: Teresa Leal Coelho, Nuno Serra e Duarte Marques.

2019-06-27

OURÉM_VOTO DE LOUVOR À FANFARRA

A Assembleia Municipal de Ourém aprovou, na sessão do dia 24 de junho, um voto de louvor à Fanfarra da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Ourém.

A proposta foi apresentada pela Mesa da AMO, tendo sido acolhida por toda a Assembleia.

"A Fanfarra da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Ourém assinala este ano quatro décadas da sua reativação. Em 1979, depois de alguns anos de paragem este grupo instrumental constituído apenas por homens, vocacionado para uma apresentação em marcha, decidiu continuar aquela que era a sua missão: dignificar o papel dos Bombeiros Voluntários de Ourém.

Este ano, e como forma de assinalar esta data, a Fanfarra decidiu agradecer o apoio prestado à corporação pela comunidade portuguesa e lusodescendente
instalada na região de Newark, Nova Jérsia, e Yonkers, Nova Iorque, que engloba um núcleo de emigrantes proveniente de Ourém, levando aos EUA uma comitiva de perto de meia centena de homens para participar nas celebrações lusas do dia de Camões e das comunidades portuguesas. Foi a primeira vez que uma Fanfarra atuou na grande parada do Dia de Portugal em Newark, um dos momentos altos do programa.

Pela forma como dignificaram o nome de Ourém, pela mensagem que agradecimento e de amizade que conseguiram transmitir e por terem elevado o nome dos Bombeiros de Ourém a um patamar de excelência, proponho a esta Assembleia a atribuição de um Voto de Louvor à Fanfarra da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Ourém".

2019-06-27

FÁTIMA_ROTA CARMELITA LIGA COIMBRA A FÁTIMA NUM TRAÇADO FORA DA ESTRADA

A Rota Carmelita, recentemente lançada, ligará o Carmelo de Santa Teresa, espaço em Coimbra onde viveu a irmã Lúcia, a Fátima, num percurso de 111 quilómetros maioritariamente feito pela Natureza e longe de estradas nacionais.

O projecto, que contou com um investimento de 200 mil euros, passa pelos concelhos de Coimbra, Condeixa-a-Nova, Penela, Ansião, Alvaiázere e Ourém, conjugando a espiritualidade com um convite à descoberta do património paisagístico, natural e cultural da região.

A secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, presente na cerimónia, salientou que Fátima tem um poder de atracção de públicos internacionais cada vez maior, sendo que os caminhos e rotas são “instrumentos cada vez mais importantes para levar as pessoas a conhecerem o território”.

“Através destes caminhos, conseguimos que as pessoas conheçam os recursos culturais, naturais e patrimoniais, aproveitando também a notoriedade que Fátima tem”, vincou, considerando que o projecto ganha também por ajudar a desconcentrar a procura turística no país.

Apesar de estar associada a Fátima, a Rota Carmelita não tem apenas como foco o turismo religioso ou espiritual, querendo também atrair pessoas que fazem o caminho por “mera fruição” das actividades ao ar livre, explicou a secretária de Estado.

A proposta para percorrer a Rota Carmelita passa por um percurso dividido em seis etapas, contando também com algumas variantes.

Pelo caminho, o visitante pode passar pelas ruínas romanas de Conímbriga, pela vila romana do Rabaçal (Penela), pelo Complexo Monumental de Santiago da
Guarda (Ansião) ou pela Vila Medieval de Ourém.

LUSA


2019-06-20

LEIRIA_LICINIO CARVALHO NOVO PRESIDENTE DO CENTRO HOSPITALAR DE LEIRIA

O Governo nomeou Licínio Oliveira de Carvalho para o cargo de presidente do Centro Hospitalar de Leiria.

Licínio Carvalho já integrava o Conselho de Administração do CHL e assumiu algumas das competências do presidente de forma interina quando o ex-líder, Hélder Roque, apresentou a sua demissão.

Depois de ter pedido a demissão, no final de Fevereiro, o administrador entendeu renunciar ao cargo, uma vez que a tutela tardava em dar uma resposta à sua decisão inicial. O mandato de Hélder Roque terminou no dia 31 de Maio.

Logo após a sua demissão, Hélder Roque anunciou que tomou a decisão de “subdelegar” as competências “nos vogais do CA, que continuam a trabalhar para assegurar o funcionamento corrente do CHL”.

A demissão de Hélder Roque foi um “protesto” contra a falta de recursos. Na carta que enviou à ministra da Saúde, Marta Temido, a que a Lusa teve acesso, o então presidente salientou que a saída do CHL, “enquanto protesto, é o melhor contributo” que pode prestar à “continuação do sonho”: “Reforçar a dimensão do CHL como instituição de referência regional, sustentando-o em meios humanos e equipamento”.

Hélder Roque recordou que se bateu “incessantemente pela obtenção de mais meios” para o CHL.“Os que lhe são indispensáveis a, pelo menos, sustentar-se equilibradamente na sua actual dimensão e continuar a sonhar com a melhoria da prestação de cuidados de saúde à população. Por duas vezes, ao longo deste percurso, solicitei a minha saída. Por duas vezes me deram expectativas quanto à resolução de diversos dos problemas do CHL. Por duas vezes recuei expectante”, acrescentou.

Hélder Roque destacou que a tutela “não foi parca em elogios ao trabalho” realizado, mas “foi parca em meios”, sobretudo depois da entrada do concelho de Ourém, no distrito de Santarém, na área de influência do CHL.

“Não há condições para colmatar as necessidades mínimas em pessoal, não há meios para investimento. As medidas de contenção acabam por só permitir a

libertação de meios para que os mais gastadores paguem as suas dívidas”, sublinhou.

O ex-presidente do CHL recordou que em 2005, quando foi eleito presidente do Conselho de Administração do Hospital de Santo André, antes de ser criado o CHL, formou uma equipa com o objectivo de levar para a região “um hospital de referência no quadro do Serviço Nacional de Saúde”.

“A dimensão que atingimos foi reconhecida. Pela organização e qualidade dos serviços, pelas valências implementadas, pela optimização da relação custo/benefício”, escreveu então, realçando que “foi uma honra liderar e trabalhar com tantos colaboradores que têm vontade de acrescentar valor e prestígio a esta instituição”.

LUSA

2019-06-15

ALVAIÁZERE_MUNICÍPIO PROMOVE CELEBRAÇÕES DO DIA DO CONCELHO

O Município de Alvaiázere está a promover a celebração do Dia do Concelho, oferecendo uma programação ecléctica e diversificada, que assenta num conjunto de atividades culturais mobilizadoras de toda a comunidade Alvaiazerense.

A programação iniciou-se no passado domingo, dia 9 de junho, com a realização do XVII Festival de Música Polifónica de Alvaiázere, que contou com a participação do Coro Carlota Taylor (Espinhal, Penela), com os coros locais Coro Infantil de Alvaiázere e Coral Alva Canto e com o Coral Calçada Romana (Alqueidão da Serra, Porto de Mós), tendo o evento recebido muita adesão, enchendo o auditório da Casa da Cultura.

O dia 12 ficou marcado pela tradicional Noite de Santo António, com o desfile das marchas de cada uma das cinco freguesias do concelho e com o arraial popular.

O dia 13 acolherá a Sessão Comemorativa do Dia do Concelho, em que será homenageado um Alvaiazerense Ilustre. Este ano, a escolha do executivo recaiu sob a figura de José Eduardo Simões Baião, a quem será atribuído, a título póstumo a Medalha Municipal de Mérito. Ainda nesse dia, e na presença do Presidente da Entidade Regional de Turismo do Centro, será inaugurada a nova exposição permanente do Museu Municipal, focada no património arqueológico local, constituindo-se mais um ponto de interesse turístico no concelho.

Mas este ano, entre outras actividades, a programação está fortemente marcada pelas iniciativas no âmbito do Festival Literário Internacional do Interior “Palavras de Fogo”, que inclui dramatizações, leituras encenadas, ateliers e painéis literários com autores nacionais, como Mário Zambujal, e estrangeiros, como a escritora sul coreana Eun Heekyung, entre muitos outros.

Tal como no ano passado, a FAFIPA – Feira Agrícola, Florestal, Industrial, Pecuária e de Artesanato, vai realizar-se em Outubro, em simultâneo com o Festival do Chícharo, com data agendada para os dias 11, 12 e 13 de outubro.

2019-06-13

ALVAIÁZERE_81ª VOLTA A PORTUGAL EM BICICLETA VAI PASSAR EM ALVAIÁZERE

A primeira etapa da 81.ª edição da Volta a Portugal em Bicicleta vai passar no concelho de Alvaiázere.

No dia 1 de agosto, no percurso que liga Miranda do Corvo a Leiria, os corredores entrarão no território Alvaiazerense na zona de Alqueidão, vindos de Arega, dirigindo-se para a sede de Concelho. Subirão ao lugar de Porta e enfrentarão a espetacular descida da Serra de Alvaiázere em direcção a Ansião, passando junto a Almoster.

Célia Marques, Presidente da Câmara Municipal de Alvaiázere e Agostinho Gomes, Vice-presidente com o pelouro do desporto, estiveram presentes na cerimónia de apresentação e lançamento da Volta a Portugal, prova rainha do calendário velocipédico Português, que contará, também, com uma meta volante em Alvaiázere

A primeira etapa da 81.ª Volta a Portugal em Bicicleta, no próximo dia 1 de Agosto terá a distância de 174,7km, cuja partida será dada em Miranda do Corvo, estando a chegada instalada na cidade de Leiria.

A 81.ª Volta a Portugal Santander decorrerá este ano de 31 de Julho a 11 de Agosto e contará com cerca de 160 ciclistas. A prova desenrolar-se-á em 11 dias de competição, sendo que o dia 31 de Julho ficará reservado para o Prólogo de apresentação das equipas, decorrendo nos dez dias seguintes as etapas de competição.


2019-06-13

FÁTIMA_BOMBEIROS CELEBRAM 16º ANIVERSÁRIO COM BENÇÃO DA PRIMEIRA PEDRA DAS FUTURAS INFRAESTRUTURAS

A 30 de junho os Bombeiros de Fátima celebram o seu 16.º aniversário. A novidade das comemorações deste ano será a bênção da Primeira Pedra das futuras Infraestruturas de Proteção e Socorro. Por este motivo, toda a sessão se realiza no local onde o futuro quartel será construído, com acesso pela estrada da Moita do Martinho a partir da avenida Papa João XXIIII.

O programa, para o qual a Direção da Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Fátima convida toda a população, benfeitores e amigos, tem
início às 16:30 com a formatura, seguindo-se a receção às entidades e a sessão solene propriamente dita, com
condecorações.

Pelas 17:45 terá lugar a bênção dos veículos da corporação e às 18:15 a bênção da Primeira Pedra das Infraestruturas de Proteção e Socorro. A sessão
comemorativa termina às 18:30 com um lanche oferecido pela Associação Humanitária.


2019-06-13

OURÉM_MUNICÍPIO PREVÊ INVESTIMENTO DE 116 ME ATÉ 2030

O município de Ourém prevê receber um investimento de 116 milhões de euros até 2030 em diferentes áreas para melhorar o concelho e atrair mais negócio e habitantes, disse à agência Lusa o presidente, Luís Albuquerque.

Após a apresentação do Plano Estratégico e Prioridades de Investimento para o período 2020-2030, no âmbito da revisão do Plano Director Municipal (PDM) em curso, Luís Albuquerque (coligação Ourém Sempre PSD/CDS), explicou que os projectos previstos contarão com um investimento total de 116 milhões de euros, dos quais 38 milhões de euros são da responsabilidade do município.

Os restantes investimentos terão contribuição intermunicipal, como o saneamento, de fundos comunitários e eventuais empréstimos bancários.

Assente em oito eixos, o plano estratégico prevê uma maior cobertura de equipamentos e serviços públicos, como o pavilhão
desportivo de Ourém e o Fórum Cultural.

Prioridade será também a “mobilidade suave”, com a expansão do parque ribeirinho, a criação de um parque da cidade em Fátima e a construção de uma ciclovia que irá ligar Ourém e a freguesia de Fátima.

Outra medida prevista será o
“desenvolvimento do potencial turístico, com a possibilidade de existir um parque de campismo e caravanismo”, assim como a
criação de um passadiço na zona da praia fluvial Agroal, que ostenta a bandeira azul.

“Queremos assegurar melhores acessibilidades internas e externas. Prevê-se a ligação do IC9 [Itinerário Complementar 9] à A1 [autoestrada 1], a reabilitação da estrada nacional 356 e das vias que ligam Ourém a Fátima e Leiria a Fátima”, revelou.

Luís Albuquerque adiantou que está prevista a reabilitação da Avenida Papa João XXIII e da variante ao parque de negócios de Fátima.

Com o objectivo de “captar mais empresários, empresas e sectores de negócio” para o concelho, o autarca prevê criar melhores condições nos seus parques de negócio.

Fátima é um dos locais do mundo eleita para o turismo religioso, mas Luís Albuquerque pretende que o concelho ofereça também “turismo cultural e patrimonial”, apostando mais “na parte sul de Ourém”.

Além da requalificação do castelo de Ourém, existem projectos para “requalificar as acessibilidades e melhorar a oferta cultural”.

“Este PDM está numa fase de revisão que tem de estar concluído até Junho de 2020. Vamos ter a possibilidade de garantir mais de 33 mil novas habitações e 99 mil novos habitantes. Ninguém poderá dizer que não há locais para construir. Admito que são números ambiciosos, mas queremos fixar mais gente no nosso território”, salientou.


2019-05-29

OURÉM_CÂMARA MUNICIPAL DE OURÉM DISTINGUIDA COM MENÇÂO HONROSA PELA LIGA DOS BOMBEIROS PORTUGUESES

A Câmara Municipal de Ourém foi recentemente distinguida com a Menção Honrosa "Câmara Municipal" no âmbito do Prémio Bombeiro de Mérito, pela Liga dos Bombeiros Portugueses – Confederação das Associações e Corpos de Bombeiros, após nomeação proposta pela Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Caxarias e que recebeu do júri parecer positivo.

A entrega do galardão, anualmente atribuído por esta confederação e que se destina a distinguir Câmaras Municipais, empresas e cidadãos com ação relevante no apoio aos Corpos de Bombeiros, teve lugar em Leiria, no dia 26 de maio, no decorrer da Cerimónia Comemorativa do Dia do Bombeiro Português.


2019-05-29

OURÉM_CÂMARA MUNICIPAL APROVOU REGULAMENTO DO CARTÃO SOCIAL DO BOMBEIRO VOLUNTÁRIO

O Regulamento do Cartão Social do Bombeiro Voluntário, medida que pretende reconhecer e valorizar o trabalho desenvolvido pelos homens e mulheres que
se colocam ao serviço da comunidade, na defesa de bens e pessoas, foi aprovado na reunião da Câmara Municipal realizada no passado dia 20 de maio.

Após conclusão do processo de consulta pública foi apresentada a versão final do regulamento que será agora submetida a apreciação final pela Assembleia Municipal de Ourém.

As normas associadas ao Cartão Social do Bombeiro Voluntário definem os direitos, deveres e regalias que os elementos que integram de forma voluntária as corporações de bombeiros concelhias poderão usufruir. Serão beneficiários desta medida os bombeiros voluntários do quadro ativo e do quadro de honra, além dos filhos com idade até aos 18 anos ou estudantes até aos 25 anos, que estejam a cargo destes.

O Cartão Social do Bombeiro Voluntário vai proporcionar um conjunto de regalias sociais aos seus beneficiários, nomeadamente:
- Apoio inicial para o encaminhamento jurídico em processos motivados por factos ocorridos no exercício de funções.
- Apoio jurídico, administrativo e psicológico gratuito ao agregado familiar dos Bombeiros do concelho em processos de carácter social, decorrentes da morte do elemento nas suas funções de voluntariado.
- Apoio ao nível da ação social escolar.
- Apoio financeiro para pagamento de propinas escolares para Bombeiros que frequentem o ensino superior.
- Apoio financeiro para pagamento de propinas escolares para os descendentes diretos dos Bombeiros que frequentem o ensino superior.
- Redução de 30 % nas tarifas fixas de consumo de água, saneamento e resíduos, para consumidores domésticos.
- Acesso gratuito a piscinas, Museu, Cineteatro Municipal e outros equipamentos coletivos do Município em atividades desenvolvidas pela Câmara Municipal.
- Redução de 15% das taxas municipais urbanísticas.
- Condições de pagamento iguais às de um funcionário do Município no parque de estacionamento subterrâneo do edifício dos Paços do Concelho.

A criação do Cartão Social do Bombeiro Voluntário enquadra-se nas competências da Câmara Municipal enquanto apoio a atividades de natureza social, cultural, educativa, desportiva e recreativa, podendo conceder em regulamento isenções parciais ou totais relativamente a impostos ou tributos próprios, observando sempre o princípio da igualdade, refere o Município numa nota enviada à imprensa.


2019-05-27

OURÉM_MUNICÍPIO DÁ REGALIAS A BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS DP CONCELHO

O Município de Ourém aprovou o regulamento do Cartão Social do Bombeiro Voluntário, medida que irá disponibilizar regalias aos elementos que integram de forma voluntária as corporações do concelho.

Em nota de imprensa, a autarquia liderada por Luís Albuquerque adiantou hoje que o regulamento do Cartão Social do Bombeiro Voluntário foi aprovado na reunião da Câmara Municipal, realizada no dia 20.

A medida “pretende reconhecer e valorizar o trabalho desenvolvido pelos homens e mulheres que se colocam ao serviço da comunidade, na defesa de bens e pessoas”.

Segundo o Município, as normas associadas ao Cartão Social do Bombeiro Voluntário definem os direitos, deveres e regalias que os elementos que integram de forma voluntária as corporações de bombeiros concelhias poderão usufruir.

Serão beneficiários desta medida os bombeiros voluntários do quadro activo e do quadro de honra, além dos filhos com idade até aos 18 anos ou estudantes até aos 25 anos, que estejam a cargo destes.

O Cartão Social do Bombeiro Voluntário vai proporcionar vários benefícios, entre os quais apoio inicial para o encaminhamento jurídico em processos motivados por factos ocorridos no exercício de funções, apoio jurídico, administrativo e psicológico gratuito ao agregado familiar dos bombeiros do concelho em processos de carácter social, decorrentes da morte do elemento nas suas funções de voluntariado, e apoio ao nível da acção social escolar.

O regulamento contempla ainda apoio financeiro para pagamento de propinas escolares para Bombeiros que frequentem o ensino superior, apoio financeiro para pagamento de propinas escolares para os descendentes directos dos bombeiros que frequentem o ensino superior e redução de 30% nas tarifas fixas de consumo de água, saneamento e resíduos, para consumidores domésticos.

Está ainda disponível o acesso gratuito a piscinas, Museu, Cineteatro Municipal e outros equipamentos colectivos do Município em actividades desenvolvidas pela Câmara Municipal, redução de 15% das taxas municipais urbanísticas e condições de pagamento iguais às de um funcionário do Município no parque de estacionamento subterrâneo do edifício da autarquia.

O regulamento vai agora ser sujeito à apreciação da Assembleia Municipal.

2019-05-26

OURÉM_PROPOSTA DE REVISÃO DO PDM APROVADA PARA EFEITOS DE DISCUSSÃO PÚBLICA

A proposta de revisão do Plano Diretor Municipal (PDM) foi aprovada para efeitos de discussão pública, por unanimidade, na Reunião da Câmara de 6 de maio, tendo sido de imediato apresentada pelos técnicos da Divisão de Ordenamento do Território ao Presidente da Assembleia Municipal e respetivos deputados, e aos presidentes de assembleia e das juntas de freguesia do concelho, numa sessão decorrida no Auditório do Edifício-sede do Município de Ourém, nesse mesmo dia.
A proposta de revisão do PDM estabelece pontos fortes e pontos fracos do território, ameaças e oportunidades, definindo a estratégia adotada com vista à sua
conceção, dividindo o concelho de Ourém em sete Unidades Territoriais /UOPG’s, e propondo estratégias de planeamento ajustadas a cada uma delas. A saber:
Fátima (UT1), Ourém (UT2), Serra (UT3); Vale de Transição Atouguia/Vilar dos Prazeres (UT4); Norte Florestal (UT5); Vale do Nabão (UT6); Vale do Lis (UT7).
A proposta define qual o regime de utilização para cada parcela do território municipal, considerando que a promoção de um adequado ordenamento do território
assenta numa dialética entre o solo rústico e o solo urbano.
Sendo o PDM um instrumento fundamental na gestão territorial de natureza
regulamentar, o seu conceito estabelece o regime de uso do solo, através da sua
classificação e qualificação, define a política municipal de solos de ordenamento do território e do urbanismo, a gestão de equipamentos de utilização coletiva, a
relação de interdependência com os municípios vizinhos e rege a integração de orientações estabelecidas pelos programas de âmbito nacional regional e intermunicipal.
Ao concordar com a proposta de revisão do PDM, o Executivo da Câmara Municipal de Ourém deliberou ainda proceder à abertura do período de discussão pública durante 30 dias úteis contados a partir do quinto dia após a data da publicação do respetivo Aviso no Diário da República. O início da discussão será anunciado nos meios de comunicação social e no sítio eletrónico do Município.
A proposta de revisão do PDM de Ourém já está disponível para consulta no sítio eletrónico do Município.

2019-05-09

OURÉM_AGROAL RENOVA BANDEIRA AZUL

A praia fluvial do Agroal vai hastear a Bandeira Azul pelo terceiro ano consecutivo, prova da excelência deste recurso natural, que há muito se tornou num dos principais cartões de visita do concelho de Ourém.

A distinção, atribuída pela Associação Bandeira Azul da Europa, assenta em critérios rigorosos que obedecem a requisitos tão variados quanto Gestão Ambiental e Equipamentos, Informação e Educação Ambiental, Qualidade da Água, Segurança e Serviços, entre outros.

“É uma distinção importante, que nos deixa muito satisfeitos, porque foi preciso trabalhar muito para que a praia fluvial do Agroal cumpra os requisitos obrigatórios para receber a Bandeira Azul”, vincou Luís Miguel Albuquerque, Presidente da Câmara Municipal de Ourém, garantindo que o Executivo “está empenhado em dotar aquele espaço lindo e único com condições ainda melhores” para os “milhares de visitantes que recebe” ano após ano. “Temos em curso um projecto para a construção de um passadiço, que além de ser importante para que as pessoas possam usufruir do mesmo, também ajudará a resolver problemas como a questão do estacionamento”, lembrou o edil.

Inserida na União de Freguesias de Freixianda, Ribeira do Fárrio e Formigais, esta praia fluvial é também um hino à natureza e um ponto de encontro entre a biodiversidade das espécies e as águas frias, termais e curativas da sua nascente.

Alvo de obras de melhoramento ao longo dos últimos anos por parte do Município de Ourém, a praia fluvial do Agroal é hoje um dos maiores pólos turísticos da região, acolhendo milhares de visitantes ao longo de todo o ano, com especial incidência nos meses de verão.

Entre as muitas valências ao dispor de quem a visita, destacam-se os espaços verdes com mesas para merendas, os balneários e casas de banho de acesso gratuito, serviço de cafetaria e restauração, parque de estacionamento e policiamento permanente, além de obedecer ao critério de praia com acessibilidade reduzida e contar com um nadador salvador durante a época balnear.


2019-05-06

OURÉM_FUNDAÇÃO DR. AGOSTINHO ALBANO DE ALMEIDA CELEBRA BICENTENÁRIO DO NASCIMENTO DO SEU CRIADOR

O Município de Ourém e a Fundação Dr. Agostinho Albano de Almeida vão assinar um protocolo de cooperação, com vista às celebrações do bicentenário do nascimento de uma das personalidades mais
prestigiadas do nosso concelho.

A proposta da Divisão de Ação Cultural foi votada favoravelmente pelo Executivo, na Reunião da Câmara do passado dia 28 de abril, sendo que o protocolo de cooperação será assinado no próximo dia 18 de maio, no âmbito das celebrações do Dia Internacional dos Museus.

Reputado oureense, Agostinho Albano de Almeida foi, entre outros méritos dignos de registo, o grande responsável pela criação da unidade hospitalar de Ourém, que viria a ser conhecida como Hospital de Santo Agostinho, tendo servido a população do concelho entre 1891 e 1992.

Agostinho Albano de Almeida nasceu a 27 de outubro de 1819, em Aldeia da Cruz, a povoação que daria origem à cidade de Ourém. Batizada com o nome do seu criador, a Fundação foi criada em 1891 por legado testamentário do próprio.

Mais de um século depois da sua criação, a Fundação Dr. Agostinho Albano de Almeida é hoje uma Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS), estendendo a sua ação à área da prestação de serviços no âmbito da proteção de cidadãos na velhice e invalidez, da proteção e apoio a crianças e jovens, da promoção da integração comunitária e da educação e formação dos cidadãos, numa perspetiva de melhoria contínua da sua organização e funcionamento.


2019-05-06

FÁTIMA_SANTUÁRIO LANÇA NOVO GUIA DO PEREGRINO

O Santuário de Fátima anunciou hoje que já está disponível nas livrarias o novo Guia do Peregrino de Fátima, que reúne um conjunto de informações e subsídios para uma melhor experiência da peregrinação à Cova da Iria.
“Mais do que um guia, pretende-se com esta edição ajudar a viver o caminho de fé que Nossa Senhora comunicou aos Pastorinhos, através dos acontecimentos, figuras, lugares, teologia e espiritualidade sentida no Santuário de Fátima”, refere a sinopse do novo Guia do Peregrino de Fátima, citado numa nota de imprensa do Santuário.

O livro, disponível “nas principais livrarias do país” e no site do Santuário, tem cerca de 200 páginas e “reúne contributos para melhor conhecer o acontecimento e a mensagem de Fátima, preparar uma peregrinação e percorrer os espaços do Santuário, com a ajuda de mapas e infografias”.


A obra reúne ainda “propostas de itinerários, meditação, oração e celebração”, que são “acompanhadas de textos bíblicos, escritos de Lúcia e reflexões, para que o peregrino disponha de uma vasta possibilidade de escolha para elaborar um caminho personalizado”.

O primeiro capítulo abre com uma reflexão do reitor do Santuário, padre Carlos Cabecinhas, sobre a “experiência da peregrinação”, “apresenta o caminho de santidade dos videntes”, “dá a conhecer a mensagem de Fátima, através de palavras-chave” e “recorda, em breves descrições, as aparições”.

Os dois capítulos seguintes referem a “preparação espiritual e logística de uma peregrinação” e “diferentes itinerários meditativos, apresentando os lugares das aparições, os locais de culto e oração e os espaços de cultura, de formação e de pastoral”.

O quarto capítulo é dedicado à oração e celebração no Santuário, com subsídios para a recitação dos diferentes mistérios do Rosário e propostas para diferentes momentos celebrativos, como a Via-Sacra, Adoração e oração de penitência.

O novo Guia do Peregrino é uma edição do Santuário de Fátima, com distribuição da Paulus Editora.


2019-05-06

ALVAIÁZERE_INCUBADORA DE NEGÓCIOS ALVAIÁZERE+ PROMOVE PROGRAMA DE ACELERAÇÃO DE NEGÓCIOS

A incubadora de negócios “Alvaiázere +” promove um programa de aceleração de negócios com duração de dois fins-de-semana, que começa a 25 de Maio, contribuindo assim na ajuda aos empreendedores a desenvolver os seus projectos empresariais.

O programa de aceleração é constituído por dois bootcamps, que terminam com a apresentação dos projectos, com o primeiro bootcamp a decorrer nos dias 25 e 26 de Maio e o segundo nos dias 21 e 22 de Junho.

Numa nota de imprensa é refreido que o programa tem como objectivo apoiar todos os negócios, através de uma ampla rede de parceiros, mentores, especialistas e sessões de formação intensiva em várias temáticas úteis no desenvolvimento e apresentação de um negócio”,informando ainda que já estão abertas as candidaturas.

2019-05-06