mynews

PORTO DE MÓS_MULHER ENCONTRADA MORTA EM CASA COM LESÕES DE ARMA BRANCA

Uma mulher de 51 anos foi esta tarde encontrada morta em casa com lesões de agressão com arma branca, disse à Lusa fonte da GNR de Leiria.

Segundo a mesma fonte, a mulher foi encontrada morta na sua residência no Juncal, na freguesia de Porto de Mós, no distrito de Leiria, e o caso foi entregue à Polícia Judiciária (PJ) de Leiria.

Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro de Leiria informou que o alerta foi dado pelas 17:47 para uma agressão com arma branca.

Às 20:35 estavam ainda no local seis viaturas e 12 operacionais dos Bombeiros Voluntários de Porto de Mós, INEM, GNR e PJ.

2018-04-20

FÁTIMA_CHÁ COM ARTE

O jornalista Carlos Ferreira e a artesã Luísa Sousa são os convidados do próximo “Chá com Arte”, no Consolata Museu - Arte Sacra e Etnologia, em Fátima, no dia 21.

A iniciativa começa às 16:00 e tem entrada livre.

Luísa Sousa é autora do livro “Um Caminho para Todos - Diário de uma Peregrina no Caminho de Santiago”, publicado em 2016, que resulta da experiência que viveu dois anos antes quando percorreu em 42 dias a distância de mil quilómetros entre Sevilha e Santiago de Compostela, pela Via da Prata e Caminho Sanabrês.

Por sua vez, Carlos Ferreira é o autor do livro-reportagem “Alguma Dor Cura a Alma”, publicado em 2012, meses depois de em maio ter caminhado em 13 dias a distância de 481 quilómetros entre o Santuário de Fátima e Santiago de Compostela, pelo Caminho Central Português.

2018-04-19

OURÉM_25 DE ABRIL NO MUNICÍPIO DE OURÉM

O Município de Ourém vai assinalar os 44 anos do 25 de Abril com uma programação diversificada que contempla poesia, música, dança, desporto e literatura, além das cerimónias e intervenções oficiais próprias da efeméride. A revolução dos cravos será celebrada na noite de 24 de abril e durante todo o dia 25, com a sessão da Assembleia Municipal de Ourém a finalizar as
comemorações.

A partir das 21h00 do dia 24 de abril, a Praça D. Maria II (em frente ao Edifício-sede do Município de Ourém) recebe um sarau de poesia e música intitulado “Canto a Liberdade” e que contará com a participação do Grupo Gente Nova e de vários alunos das escolas e colégios do concelho. Seguir-se-á o espetáculo “Dançar a Liberdade” pela Associação de Dança Cines e Poetas e a atuação da Tuna do Instituto Politécnico de Leiria. As intervenções oficiais terão lugar às 24h00 e finalizam a programação deste dia.

O “Dia da Liberdade” vai contar com as tradicionais cerimónias oficiais a partir das 10h00 em frente à Câmara Municipal de Ourém, com a participação da fanfarra da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Ourém e da Associação Filarmónica 1.º Dezembro Cultural e Artística Vilarense Reis Prazeres. O resto da manhã será dedicada ao desporto com a realização de uma aula de zumba, seguida da 3ª Caminhada Solidária “Piratas à Descoberta, é Diversão na Certa” e da Caminhada da Liberdade. A Caminhada Solidária “Piratas à Descoberta, é Diversão na Certa” dirige-se a crianças dos 3 aos 10 anos e tem organização da Pais Galinha - Associação de Pais e Encarregados de Educação do Centro Escolar de Santa Teresa/Agrupamento de Escolas Conde de Ourém. A participação implica a entrega de um bem alimentar ou de material escolar e as inscrições devem ser realizadas para apecetourem@gmail.com ou para 914 915 244. Os adultos podem participar na Caminhada da Liberdade com um percurso de 6,5 km de dificuldade média. A organização da iniciativa está a cargo da Câmara Municipal de Ourém com a colaboração do Montamora Sport Club. As inscrições na Caminhada da Liberdade devem ser realizadas para associativismo@mail.cm-ourem.pt ou 249 540 900.

Após uma manhã dedicada ao desporto, a tarde do dia 25 de abril vai privilegiar as artes com a apresentação do livro “Musicações de um Andarilho” de Roberto Chichorro, pelas 15h00, momento a que se seguirá uma visita às obras do pintor expostas no antigo Edifício dos Paços do Concelho.

A partir das 17h00 terá lugar a abertura solene da sessão da Assembleia Municipal de Ourém que encerra as comemorações da revolução dos cravos.

2018-04-19

ALVAIÁZERE_MUNICÍPIO CELEBRA ABRIL

Na comemoração dos 44 anos da revolução que pôs fim à ditadura em Portugal, o Município de Alvaiázere vai promover duas iniciativas de âmbito cultural, para assinalar esta efeméride.

O Museu Municipal de Alvaiázere e o colecionador Élio Marques juntaram-se para apresentar esta exposição: “Entre Abril e Maio, palavras, músicas e canções” que conta com cerca de 300 discos de vinil de 33 e 45 rotações editados no período pré e pós 25 de Abril de 1974.

Esta exposição, que estará patente ao público a partir do dia 25 de abril, abarca várias áreas temáticas desde, discursos políticos, música de intervenção, hinos políticos, hinos sindicais, teatro, fado, folclore, poesia, tendo como fio condutor a Revolução dos Cravos, refere a autarquia.

Também no mesmo dia, pelas 17:00, no auditório da Casa Municipal da Cultura de Alvaiázere, vai decorrer o espetáculo “Cantar Abril”, integrado na programação da “Região de Leiria - Rede Cultural”, operação financiada pelo Programa Operacional Regional do Centro, numa organização do Município e da Comunidade Intermunicipal da Região de Leiria.

O concerto será protagonizado pelo cantor Sebastião Antunes e pelo Coral Alva Canto, que se farão acompanhar em palco por vários convidados, e que trarão à memória os temas que marcaram os valores da Revolução.

2018-04-19

FÁTIMA_BISPO EMÉRITO DE HONG KONG PRESIDE A PEREGRINAÇÃO DE MAIO A FÁTIMA

O cardeal John Tong, bispo emérito de Hong Kong, vai presidir a primeira Peregrinação Internacional Aniversária do ano pastoral, a 12 e 13 de maio, anunciou hoje o Santuário de Fátima.

O convite ao cardeal John Tong foi feito pelo bispo de Leiria-Fátima, António Marto, e prontamente aceite.

Segundo António Marto, “este convite, tal como o que foi feito para outubro de 2018 ao bispo de Hiroshima, D. Alexis Mitsuru Shirahama, materializa a atenção que o Santuário de Fátima tem prestado à Ásia, cujo número de peregrinos tem aumentado anualmente”.

“Tínhamos de trazer um bispo asiático a Fátima", porque “a Ásia é o eixo para onde o mundo cristão caminha”, justificou.

Nascido em 1939, John Tong foi ordenado sacerdote a 06 de janeiro de 1966 e recebeu a consagração episcopal a 09 de dezembro de 1996, refere o Santuário de Fátima.

“Em 2009, substituiu o cardeal Joseph Zen Ze-kiun como novo bispo de Hong Kong” e no Primeiro Consistório Ordinário Público de 2012, realizado em 18 de fevereiro, recebeu o barrete cardinalício e o título de "Regina Apostolorum", acrescenta.

O Santuário de Fátima sublinha que, um ano após o Centenário das Aparições, “cuja celebração teve como apogeu a peregrinação do papa Francisco à Cova da Iria, em maio, com a canonização dos santos Francisco e Jacinta Marto”, se prepara agora “para dar continuidade ao trabalho desenvolvido ao longo de sete anos e que culminou em 2017, com a celebração do Ano Jubilar”.

Do programa da peregrinação consta, no dia 12, uma conferência de imprensa com as presenças do presidente da peregrinação, cardeal John Tong, do bispo da diocese de Leiria-Fátima, António Marto, e do reitor do santuário, Carlos Cabecinhas.

No dia 12, as celebrações integram a abertura na capelinha das Aparições (às 18:30), o rosário (às 21:30), seguido da procissão das velas e da missa da vigília, no recinto do santuário.

No dia seguinte, o rosário acontecerá às 09:00, seguido da missa internacional no recinto, às 10:00, e da procissão do adeus.

Às 16:00, realiza-se um recital de ação de graças pelo Centenário das Aparições com Andrea Bocelli, que será acompanhado pela pianista francesa Elisabeth Sombart e pela violinista ucraniana Anastasyia Petryshak, sob a direção musical de Carlo Bernini.

“Entre o repertório, composto por 11 temas, está o Ave de Fátima, que será interpretado por uma convidada de Andrea Bocelli, Ana Moura, naquele que será um dos momentos mais altos deste recital, especialmente voltado para a interpretação de música sacra”, adianta o santuário.

2018-04-19

ALVAIÁZERE_CÂMARA APROVA CONTAS COM SALDO POSITIVO DE 3 ME

A Câmara de Alvaiázere, aprovou as contas de 2017 com um saldo positivo de três milhões de euros.

Segundo uma nota de imprensa, as contas foram aprovadas na quarta-feira, em reunião do executivo liderado por Célia Marques, eleita pelo PSD, e teve os votos contra dos vereadores do PS.

“O Município apresentou uma execução orçamental superior a 99%, a maior de sempre, comprovando o bom planeamento do exercício anterior”, refere a nota, salientando o facto de a Câmara “encerrar o ano com um saldo de gerência de 2.980.940,56 euros, montante a ser incorporado no orçamento de 2018”.

De acordo com a mesma nota de imprensa, “esta verba vai ser alocada ao pagamento do empréstimo contraído aquando da adesão do Município de Alvaiázere ao Plano de Apoio à Economia Local, bem como na concretização das prioridades estratégicas da Câmara, através da execução de obras e projetos previstos”.

Citada nesta nota, Célia Marques refere que “este documento é um sinal inequívoco de confiança para os cidadãos, porque manifesta de forma muito clara e objetiva que o executivo tem capacidade para levar a cabo os projetos que tem planeados para promover o desenvolvimento económico e social do concelho”.

À agência Lusa, Célia Marques explicou que a verba de três milhões de euros destina-se, entre outros investimentos, à obra de requalificação e reestruturação da zona industrial de Troia, que está devoluta, e que conta, também, com financiamento comunitário.

A presidente da autarquia apontou, ainda, “as obras de requalificação e regeneração urbana na sede do concelho, que vão permitir uma reestruturação ao nível do espaço público de fruição”.

“Estes dois investimentos tiveram um reforço no Orçamento para 2018, sendo que o grande bolo dos três milhões de euros do saldo positivo alcançado o ano passado será destinado a estas duas obras”, declarou Célia Marques.


2018-04-19

PORTO DE MÓS_FEIRA DAS SEMENTES E PLANTAS NO FIM DE SEMANA

O Parque Almirante Vítor Trigueiros Crespo, em Porto de Mós, acolhe no sábado e domingo a 1.ª Feira das Sementes e Plantas.

A iniciativa visa proteger e valorizar as sementes e plantas autóctones”, assim como “recuperar uma rede de partilhas e de conhecimentos” sobre esta matéria,anunciou a câmara.

A feira, com entrada livre, abre pelas 10:00 e permite a troca de sementes, além de ter expositores variados e diversos ‘workshops’.

2018-04-19

BATALHA_CÂMARA APOIA COMPRA DE VEÍCULO DE COMBATE A INCÊNDIOS

A Câmara da Batalha comparticipa a aquisição de um veículo florestal de combate a incêndios para a corporação do concelho, anunciou a autarquia.

O valor da viatura ronda os 160 mil euros, adianta numa nota de imprensa o município.

A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários da Batalha faz 40 anos no domingo, ocasião em que será apresentado o veículo.

2018-04-19

OURÉM_ASSEMBLEIA MUNICIPAL ASSINALA O 25 DE ABRIL

No âmbito das celebrações levadas a cabo para assinalar o 25 de abril, a AMO irá comemorar simbolicamente esta data com a realização de uma sessão solene, pelas 17h00, que contará com vários momentos evocativos da data, entre os quais a intervenção dos representantes das várias forças político-partidárias representadas neste órgão deliberativo.
Para João Moura, presidente da Assembleia Municipal,citado numa nota de imprensa da assembleia Municipal “comemorar Abril é também exaltar a participação e a cidadania ativa. Nada melhor do que esta data para lembrar que a história do Poder Local Democrático caminha lado a lado com a Revolução de Abril.”

Além das intervenções alusivas à data, a sessão contará com um momento musical, da responsabilidade do Conservatório
de Música de Ourém-Fátima, além da visita à exposição “Musicações de um Andarilho”, da autoria do pintor moçambicano Roberto Chichorro.
Esta exposição, que pretende ser uma homenagem à vida e obra do pintor, é um prolongamento da apresentação do seu
livro, que decorrerá neste dia, pelas 15h00, no âmbito da Festa do Livro.

Depois do momento solene terão lugar os trabalhos normais agendados para esta sessão ordinária, onde se inclui a apreciação do Relatório de Gestão e Prestação de Contas do Município referentes ao ano económico de 2017.


2018-04-19

FERREIRA DO ZÊZERE_RECUPERADOS 75 CICLOMOTORES FURTADOS

A GNR deteve uma pessoa e recuperou 75 ciclomotores furtados, durante uma operação realizada na quarta-feira em Ferreira do Zêzere, distrito de Santarém, no âmbito de uma investigação por recetação que decorre há cinco meses.

Em comunicado divulgado hoje, o Comando Territorial de Santarém da Guarda Nacional Republicana (GNR) afirma que os ciclomotores foram encontrados durante uma busca a um armazém realizada por militares do Núcleo de Investigação Criminal de Santarém, tendo sido detido um homem de 49 anos, suspeito de ser o responsável pela recetação.

Além dos 75 ciclomotores, a GNR apreendeu 75 chapas de matrículas, um computador portátil e 12 braços de moto roçadoras, tendo o suspeito sido constituído arguido, pelo crime de recetação, e sujeito à medida de coação de termo de identidade e residência, afirma a nota.

A GNR afirma estar a “encetar diligências no intuito de devolver os ciclomotores aos respetivos proprietários”.

Fonte da GNR disse à Lusa que os ciclomotores terão sido furtados numa área que abrange o distrito de Santarém e limítrofes, estando ainda a ser apuradas as datas em que terão ocorrido os furtos, suspeitando-se que alguns poderão ter acontecido há vários anos, já que existem chapas ainda com matrículas camarárias (que deixaram de vigorar no início de 2009).

Na ação participaram ainda elementos do Núcleo de Investigação Criminal de Acidentes de Viação e do Núcleo de Apoio Técnico de Santarém da Guarda Nacional Republicana.


2018-04-19

OURÉM_FEIROURÉM 2018 – INSCRIÇÕES ABERTAS

O Município de Ourém, pretende retomar a FEIROURÉM, evento emblemático que permitirá preservar, valorizar e difundir a cultura dos Oureenses, na região e por todo o país, tendo como objetivo recuperar usos, costumes e tradições do concelho, refere o Municipo numa nota de imprensa.

Segundo a mesma nota, para o Municipio, este certame é uma forma de promover o artesanato enquanto valor cultural e fator de dinamização da atividade económica, do turismo e consequentemente do desenvolvimento socio económico local,
divulgar e preservar a gastronomia, o associativismo, os valores e as tradições culturais e recreativas do Município de
Ourém, difundir a atividade agrícola, comercial e industrial em todas as suas vertentes, instalada no concelho, bem como
da região onde se insere.

A FEIROURÉM 2018 irá decorrer de 15 a 20 de junho no Parque da Cidade António Teixeira e no Centro de Negócios de Ourém. O certame tem entrada livre.

Para expor na FEIROURÉM 2018, encontram toda a documentação necessária para efetuar a inscrição em www.ourem.pt.

Para esclarecimentos adicionais, podem contatar a organização através do contacto 91 500 29 24 ou por email
feirourem2018@mail.cm-ourem.pt

2018-04-19

OURÉM_REUNIÃO DE CÂMARA

Decorreu segunda-feira mais uma reunião da Câmara Municipal de Ourém e entre outros assuntos, foi aprovado por
unanimidade, o Relatório de Gestão e Prestação de Contas do Município relativo ao ano de 2017.

O executivo aprovaria também a proposta de anteprojeto de requalificação da EM 357 – Estrada da Loureira,num investimento de 1.134.383 euros, os projetos de execução do pólo de Inovação startup Ourém, no valor de 334.000 euros e das piscinas municipais no valor de 309.800 euros.

Foram aprovados vários protocolos que permitirão às associações do concelho desenvolver projetos de remodelação de
instalações e com vista à organização de atividades, deslocações e participação em eventos, assim, foi atribuída uma verba de 4000€ à Academia de Música Banda de Ourém, no âmbito da participação da Orquestra Típica no Festival Internacional de Folclore – EUROPEADE, a decorrer de 25 a 29 de julho, em Viseu. A Câmara deliberou ainda atribuir um apoio financeiro até 12500€, à associação Espite Aventura, destinado à realização do Campeonato Nacional de Trial 4x4 – 2018. Foi igualmente aprovado o apoio financeiro sob a forma de contrato-programa entre o Município de Ourém e o Centro Desportivo de Fátima com vista à Beneficiação de Infraestruturas Desportivas do clube no valor de 339 703,49 €, a cumprir ao longo de 4 anos.

Foi ainda aprovado um pacote financeiro que contempla a atribuição de subsídios ao associativismo, num montante total de 160 000 € cujos valores em causa serão transferidos para as associações ao longo do mês de maio, exceto nos casos em que os valores são superiores a 10 000€ e que serão atribuídos por duas vezes, em maio e setembro.

O Presidente da Câmara fez aprovar também o projeto relativo à edição deste ano da Feirourém, certame que vem
substituir as Festas do Município e que decorrerá de 15 a 20 de junho.

No periodo de antes da ordem do dia entre outros assuntos foram também apresentados pelo presidente dois votos de
reconhecimento, à paróquia de Fátima pelos seus 450 anos de existência, ao qual se associaram também os vereadores do Partido Socialista e ainda à anterior direção da Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Fátima pelo trabalho efetuado nesta Associação ao longo de vários anos e que ficará para sempre na história de Fátima e Ourém.

2018-04-19

LEIRIA_MUNICÍPIO INVESTE 1,4ME EM BAIRROS SOCIAIS

A Câmara de Leiria tem em curso investimentos de cerca de 1,4 milhões de euros em dois bairros sociais, disse hoje à agência Lusa a vereadora com o pelouro da Habitação Social, Ana Valentim.

Segundo Ana Valentim, no bairro Francisco Sá Carneiro, em Marrazes, os trabalhos somam 851.665,20 euros, com
financiamento comunitário, e contemplam a requalificação do espaço público.

“Esta empreitada está em fase de conclusão e inclui a reabilitação de vias e passeios, criação de parques de jogos e infantil, a substituição de abrigos para passageiros de autocarro, a remodelação da rede de iluminação pública e o mobiliário urbano, além dos parques de estacionamento para 116 viaturas”, precisou a autarca.

Neste bairro, com 208 fogos e gerido por uma cooperativa de habitação, o Município de Leiria tem nove frações.

Já no bairro social Cova das Faias, com 38 fogos, as obras, de cerca de meio milhão de euros, integram o espaço público e habitações e estão em fase de conclusão.

“A nossa expectativa é a de que as obras terminem na primeira semana de maio”, adiantou Ana Valentim.

Este ano ainda, a Câmara prevê investir 431 mil euros no bairro social da Integração, incluindo igualmente o espaço exterior e habitações.

“O processo de requalificação será iniciado quando a intervenção no bairro social Cova das Faias estiver concluída. Esta situação prende-se com a necessidade de realojamento dos arrendatários durante o curso da obra”, justificou a autarca, adiantando que o município já terminou o processo de requalificação do bairro social das Almuinhas, de 238 mil euros, contemplando também a zona pública e casas.

Ana Valentim salientou que todas estas obras são fundamentais, mas destacou a intervenção que vai ser feita no bairro da Integração, devido aos seus acessos e localização, situado num terreno em declive com “problemas de escoamento e infiltrações de água”.

“Já tem seguramente entre 30 a 40 anos e nunca teve uma requalificação aprofundada”, salientou.

A autarca acrescentou que o Programa de Comparticipação ao Arrendamento do Município de Leiria, criado em 2016, já atribuiu apoio a 80 famílias, num total de 191 munícipes.

Em 2017, as candidaturas apresentadas foram 118, mas deferidas apenas 62, abrangendo 144 pessoas.

Até 31 de março, chegaram aos serviços municipais 32 candidaturas, tendo 18 obtido “luz verde” para 47 munícipes.

“Este programa é outra forma de ajudar as famílias, complementando o facto de termos muitas famílias a aguardar em lista de espera para habitação social”, declarou a vereadora, adiantando que o programa tem uma verba de 150 mil euros no Orçamento municipal de 2018, mas pode ser reajustada, para que nenhuma família que reúna os requisitos seja excluída.

Neste programa, que permitiu a redução do número de famílias em lista de espera para habitação social, o município financia em 40% o valor da renda mensal.

Segundo dados da autarquia disponibilizados à Lusa, a Câmara possui 109 fogos de habitação social.

Nos últimos cinco anos, o número de pedidos de habitação social atingiu os 247.

2018-04-19

TOMAR_CENTRO HOSPITALAR DO MÉDIO TEJO ANUNCIA INVESTIMENTOS EM HOSPITAIS DA REGIÃO

Os hospitais de Abrantes, Tomar e Torres Novas, do Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT), vão ser reforçados com um conjunto de investimentos, tendo hoje sido apresentado um aparelho de exames TAC orçado em cerca de 250 mil euros.

"O aparelho para a realização de Tomografia Axial Computorizada (TAC) já está instalado na unidade hospitalar de Tomar, tendo hoje sido apresentado aos autarcas,
representando um reforço importante da capacidade de diagnóstico no CHMT", disse à Lusa o presidente do Conselho de Administração (CA), Carlos Andrade Costa, para quem a decisão "já deveria ter sido tomada há muitos anos atrás".

Segundo o administrador daquele centro hospitalar, no distrito de Santarém, "é fundamental que o CHMT tenha meios
próprios para a realização de exames de Tomografia Axial Computorizada", em serviço que, até hoje, era apenas prestado
por um aparelho TAC concessionado e instalado no hospital de Abrantes, tendo acrescentado que o aparelho para a TAC
entrará em funcionamento "até ao final de maio", depois das "parametrizações do equipamento e a formação aos profissionais" que vão operar diretamente este novo equipamento.

Este aparelho "de topo", a par de um conjunto de adaptações em salas contíguas com a criação de uma sala de recobro,
implicou um investimento na ordem dos 250 mil euros, e "vem na sequência de outros já feitos pelo CHMT, nomeadamente no bloco operatório de Tomar, onde foram entregues "equipamentos num valor superior a cem mil euros nos últimos dois anos, nomeadamente em ventiladores e estações de anestesia", observou o gestor, que referiu existirem mais
investimentos em curso no CHMT.

"Dentro de três semanas vamos instalar no Serviço de Imagiologia de Torres Novas um novo mamógrafo, um investimento na ordem dos 180 mil euros, para além de estarmos a incrementar um novo 'software' com upgrade do sistema de digitalização", ainda para o Serviço de Imagiologia, "que vai facilitar o acesso dos médicos hospitalares e médicos de família à visualização de exames de diagnóstico", afirmou.

Ainda em Torres Novas, continuou Carlos Andrade, "até ao final de 2018 vai ser criada uma 'sala limpa', onde funcionará a câmara de fluxo laminar, equipamento que permite a preparação da medicação a ser distribuída aos doentes com cancro", um investimento que estimou em cerca de 120 mil euros.

Na unidade hospitalar de Abrantes, por sua vez, "vão ser renovados, até ao verão, equipamentos na Unidade de Cuidados
Intensivos ao nível de monitores e ventiladores", um investimento na ordem dos 130 mil euros, para além de um investimento na ordem dos 700 mil euros, até 2019, ainda em Abrantes, na aquisição de um aparelho TAC e um outro de ressonância magnética.

Até 2019, o CHMT tem ainda investimentos programados de cerca de 6,5 ME, um valor que decorre da obra de ampliação da Urgência Médico-cirúrgica, na Unidade de Abrantes (1,5 ME), e a aprovação de candidatura de três projetos, um para cada Unidade Hospitalar, ao POSEUR - Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso dos Recursos, no valor total de financiamento de cerca de 5 ME.

Segundo defendeu o administrador, os investimentos em curso são "a melhor forma de robustecer o Centro Hospitalar do Médio Tejo, dotando-o de mais e melhores equipamentos, mais modernos e inovadores e capazes de atrair jovens médicos".


2018-04-10

OURÉM_PRESIDENTE DA CÂMARA PRESENTE NA APRESENTAÇÃO NACIONAL DO "ESPAÇO EMPRESA"

O Presidente da Câmara Municipal de Ourém, Luís Miguel Albuquerque,
representou o Município de Ourém na cerimónia que marcou o arranque e a formalização do protocolo “EspaçoEmpresa” iniciativa, desenvolvida pelo IAPMEI
(Agência para a Competitividade e Inovação, IP) em parceria com a AMA (Agência para a Modernização Administrativa) e a AICEP
(Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal).

O “Espaço Empresa” compreende a criação de uma rede de pontos únicos de atendimento às empresas, com serviços
disponibilizados pela Administração Central e Local, quer através do canal presencial, quer através dos canais online e telefónico, a disponibilizar aos munícipes ourienses.

Os pontos de atendimento presencial funcionarão em infraestruturas municipais e o projeto conta ainda com o apoio de 26
entidades da administração pública central e regional, pertencentes às áreas da Justiça, Turismo, Administração Interna, Segurança Social, Trabalho, Ambiente, Agricultura, Mar, Planeamento e Infraestruturas, entre outros.

2018-04-10

OURÉM_CINETEATRO MUNICIPAL RECEBE INVESTIMENTO DE 2,2 MILHÕES DE EUROS

O Cineteatro de Ourém, única sala de espetáculos propriedade da Câmara Municipal, inaugurado há 30 anos, vai ser reabilitado num investimento previsto de cerca de 2,2 milhões de euros, disse à Lusa o presidente da autarquia.

“É a única sala de espetáculos da Câmara e nunca teve qualquer intervenção de fundo nestes 30 anos”, afirmou Luís Albuquerque, explicando que, “neste momento, está a decorrer a fase para as empresas apresentarem as suas propostas”.

Segundo Luís Albuquerque, “as obras arrancam no final do ano e têm um prazo de execução de 20 meses”.

“Este é um projeto que está incluído no PEDU – Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano e foi iniciado no mandato anterior”, adiantou este autarca do distrito de Santarém, referindo que houve um melhoramento ao projeto com a introdução do sistema AVAC (aquecimento, ventilação e ar condicionado).

O presidente da Câmara referiu que a obra é financiada em 1,2 milhões de euros por fundos comunitários, sendo a verba restante assegurada pelo orçamento municipal.

“Trata-se de uma obra de grande envergadura técnica e tem algumas especificidades, pelo que as empresas que concorrerem têm de apresentar alguns requisitos e demonstrar experiência nesta área”, referiu.

Para Luís Albuquerque, concluído o investimento, “o concelho ganha uma sala que poderá acolher outro tipo de
espetáculos”.

“Terá melhores condições para receber a atividade cultural que existe no concelho, para que as associações possam ter melhores condições para apresentarem o seu trabalho e o público outro tipo de conforto que não tem hoje”, garantiu, acreditando que “o investimento vai valorizar muito a oferta de espaços culturais”.

Luís Albuquerque acrescentou que o objetivo é o de que o cineteatro “apenas receba espetáculos de música, teatro, dança e outras artes”, mas não cinema como sucedeu no passado.

“O Município pretende encontrar condições noutro edifício para a criação de um pequeno estúdio para a exibição de cinema”, acrescentou.

O Cineteatro municipal de Ourém foi inaugurado em 25 de setembro de 1988, quando liderava a câmara Mário Albuquerque, pai do atual presidente da autarquia.

De acordo com informação enviada à Lusa, a sala de espetáculos tem atualmente 486 lugares, passando a 435 após as obras.

A intervenção projetada inclui a reabilitação da envolvente exterior do edifício e substituição dos sistemas de cobertura, e a remodelação dos espaços relativos à sala de espetáculos, áreas sociais e de apoios.

O investimento contempla também a alteração e ampliação da caixa de palco e área de camarins, com a criação de acesso direto exterior para cargas e descargas e a adaptação da área do piso -1 para instalações sanitárias e acesso à plateia.

Já a sala polivalente no piso 1 será ampliada, prevendo-se a instalação de elevadores nas áreas comuns e de camarins/palco que permitam a acessibilidade total ao edifício.

A redefinição dos sistemas de segurança, em especial os caminhos de evacuação, com a introdução de duas novas saídas de emergência na plateia e uma no palco, de acesso direto ao exterior está igualmente prevista.

2018-04-09

TOMAR_POVO DECIDIU FAZER FESTA DOS TABULEIROS E ESCOLHEU PRIMEIRA MULHER PARA MORDOMO

O povo de Tomar sexta-feira à noite noSalão Nobre dos Paços do Concelho votou, unanimemente, a realização da Festa dos Tabuleiros em 2019,disse à Lusa a mordoma eleita, a primeira mulher a desempenhar esta função.

“O povo decidiu que há festa”, disse à Lusa Maria João Lima Morais, “emocionada” com a designação do seu nome para comandar a próxima Festa dos Tabuleiros, uma das manifestações culturais e religiosas mais antigas de Portugal e que se realiza de quatro em quatro anos, numa decisão que parte sempre da decisão da população, tomada no ano anterior numa sessão convocada pela Câmara Municipal.

A mordoma da festa disse à Lusa não conseguir precisar quantas pessoas compareceram à sessão,assegurando que o Salão Nobre “encheu”, com a presença de populares e de representantes de todas as 11 freguesias do concelho, cujo papel na construção da festa realçou.

Maria João Morais sublinhou a “força, a garra, o brio” colocados pela população nesta festa, frisando que, tomada a decisão, começa o trabalho da confeção das flores para compor os tabuleiros, entre muitos
outros detalhes que é necessário preparar.

O nome de Maria João Morais,que pertencia já ao núcleo coordenador da festa que trabalhou com João Victal, o mordomo nas edições de 2007, 2011 e 2015 e que tinha declarado já a sua vontade de ceder o lugar, surgiu naturalmente, tendo sido colocado de imediato à votação por vários dos populares presentes.

Entre as várias tarefas que tem em mãos, a mordoma terá que conseguir reunir os fundos necessários para a aquisição de todo o material necessário para a confeção dos tabuleiros, que na edição de 2015totalizaram os 682.

Maria João Morais disse à Lusa que, apesar do número crescente de jovens que se inscrevem nas freguesias para participar no desfile, o número atingido na última edição está próximo do limite possível, até pela dimensão da Praça da República, onde se concentram todos os participantes.

“A festa começou hoje”, afirmou, salientando o trabalho a fazer tanto nas freguesias como nas escolas do concelho, tendo em conta a realização do designado “cortejo dos
rapazes”, envolvendo as crianças do
concelho.

Segundo a mordoma, olhando para o calendário, é provável que a próxima edição da festa venha a acontecer no primeiro fim de semana de julho, culminando as “sete saídas das coroas”, mas a data só será anunciada mais tarde.

Milhares de tomarenses, da cidade e das freguesias rurais (nas juntas de freguesia, escolas, associações, lares, hospital),
envolvem-se na confeção de flores de papel (para os tabuleiros e para enfeitar as ruas), dos tabuleiros e dos trajes.

Os tabuleiros da festa de Tomar, únicos com esta forma nas tradicionais festas do Espírito Santo que se realizam um pouco por todo o país, têm na base um cesto de verga que é enfeitado com um pano bordado ou em
renda.

No cesto são espetadas cinco ou seis canas, dependendo da altura da rapariga que o vai transportar, que levam cinco ou seis pães (no total têm de ser
obrigatoriamente 30), numa estrutura que é enfeitada com coloridas flores (papoilas e
espigas são obrigatórias) e encimada com uma coroa que leva uma pomba branca ou a cruz da Ordem de Cristo.

A rapariga traja de branco com uma faixa da cor dominante do tabuleiro que transporta à cabeça (com cerca de 10/11 quilogramas), cor que o rapaz usa também na gravata e na cinta que enfeitam o fato de camisa branca e calça preta.

Com origem pagã, simbolizando a época das colheitas, a Festa dos Tabuleiros adquiriu caráter religioso na Idade Média,
com a Rainha Santa Isabel.

Dada a sua complexidade, a festa realiza-se de quatro em quatro anos, tendo havido apenas uma edição em que o povo
decidiu adiar a sua realização por um ano, por coincidir com a Expo 98, evento no qual participou com um cortejo a convite do então Presidente da República, Jorge Sampaio.

2018-04-09

MÉDIO TEJO_PROGRAMA CULTURAL CAMINHOS COMEÇA DIA 13 DE ABRIL

O programa cultural Caminhos, queacontece no Médio Tejo, arranca na próxima sexta
feira com teatro de rua, novo circo, música e percursos artísticos em vários espaços dos seis concelhos que acolhem a primeira das três etapas anuais da iniciativa.

Dedicada aos Caminhos do Ferro, a programação de abril decorre em dois fins de semana, de 13 a 15 e de 20 a 22,levando a Abrantes, Constância, Entroncamento, Mação, Tomar e Vila Nova da Barquinha (distrito de Santarém) a música de Teresa Salgueiro, dos Gaiteiros de Lisboa, de Pedro Jóia, de Helder Moutinho, de Bruno
Pernadas e de Castello Branco (música popular brasileira), afirma uma nota da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo (CIMT).

Promovida pela CIMT, esta iniciativa cultural em rede iniciou-se em 2017, marcando três momentos do ano, a primavera, com temáticas associadas às linhas férreas (Caminhos do Ferro), o verão, com os leitos dos rios a servirem de tema para os Caminhos da Água, e o outono, dedicado aos Caminhos da Pedra (estradas), levando espetáculos de música, teatro, dança, circo contemporâneo e percursos artísticos em itinerância por vários concelhos, na sua maioria do distrito de Santarém.

Os eventos decorrem em vários espaços, ligando os espetáculos ao património e ao turismo, para criar “percursos culturais no território”, que na primeira edição, em 2017, envolveram “milhares de pessoas”, entre visitantes e elementos da comunidade, em particular escolas e associações, em 160 ações culturais, segundo dados da CIMT.

No próximo fim de semana o programa arranca sexta-feira de manhã com “Dragonologia”, teatro de rua, em Vila Nova da Barquinha, na escola D. Maria II, espetáculo que repete ao final da tarde na rua Luís Falcão, no Entroncamento, cidade
onde, às 22:30, Hélder Moutinho atua no Centro Cultural.

À tarde, quem quiser pode acompanhar o percurso artístico de Ana Bento no Largo dos Combatentes, em Mação, ou o que é conduzido por Lara Soares no exterior do Centro Cultural de Vila Nova da Barquinha, onde à noite será apresentado o espetáculo de novo circo “Irakurriz”, por Shakti Olaizola.

No sábado será o centro histórico de
Abrantes a assistir a “Dragonologia”, repetindo-se, à tarde, os percursos artísticos de Lara Soares e Ana Bento, estando marcado para a noite o espetáculo de novo circo “Ekilibuá”, por Maintomano, na praça
Salgueiro Maia, no Entroncamento, e as atuações de Daniel Pereira Cristo, no auditório do Centro Cultural de Mação, e de
Pedro Jóia, na igreja de Atalaia, em Vila Nova da Barquinha.

No domingo, o grupo Sopa de Pedra atua na igreja matriz de Tancos, em Vila Nova da Barquinha, ao fim da tarde, estando
marcado para a noite o concerto com Teresa Salgueiro, na praça Raimundo Soares, em Abrantes.

O programa tem um financiamento comunitário global da ordem dos 750.000 euros para três anos, sendo a componente
nacional assumida pelos municípios onde decorrem os eventos.

A CIMT integra os concelhos de Abrantes, Alcanena, Constância, Entroncamento, Ferreira do Zêzere, Mação, Ourém, Sardoal, Tomar, Torres Novas e Vila Nova da
Barquinha, do distrito de Santarém, e Sertã e Vila de Rei, do distrito de Castelo Branco.

2018-04-09

OURÉM_MUNICÍPIO DE OURÉM APROVA APOIOS FINANCEIROS SUPERIORES A 300 MIL EUROS PARA ASSOCIAÇÕES CONCELHIAS

O Município de Ourém aprovou três
propostas de protocolo que visam apoiar a Associação Humanitária de Bombeiros
Voluntários de Caxarias, a Associação Pias Longas Aero Club e a ACISO – Associação Empresarial Ourém e Fátima.

Estes protocolos representam apoios financeiros globais superiores a 300 mil euros e foram aprovados por unanimidade na reunião de Câmara de 2 de abril.

Numa nota de imprensa o Município explica que, o protocolo que visa apoiar a Associação Humanitária de Bombeiros
Voluntários de Caxarias tem como objetivo a reconstrução e ampliação dos balneários do quartel dos Bombeiros de Caxarias, num apoio financeiro até ao montante de 35 mil euros.

No que à Associação Pias Longas Aero Club diz respeito, foi aprovada uma proposta de protocolo referente a aquisição de mobiliário e também uma adenda ao protocolo estabelecido para remodelação do Aeródromo de Pias Longas. O contrato aprovado anteriormente não considerou o IVA elegível e neste contexto a adenda reflete a comparticipação referente ao IVA, além de um reforço no apoio financeiro do valor global do projeto, resultando num montante final na ordem dos 183 mil euros. O protocolo respeitante à aquisição de mobiliário define um apoio financeiro de cerca de 6 mil euros.

O último protocolo aprovado tem como objetivo apoiar financeiramente as ações de promoção de Fátima no contexto do
turismo religioso, promovidas pela ACISO – Associação Empresarial de Ourém-Fátima. Este apoio financeiro até aos 95
mil euros pretende financiar os encargos decorrentes das diversas ações de promoção da marca “Fátima”, destacando-se a realização do Workshop Internacional de Turismo Religioso. A consolidação da marca “Fátima” depende em grande
medida da competitividade dos agentes económicos locais, logo o Município de Ourém pretende manter uma parceria ativa
com a ACISO para a promoção e desenvolvimento económico do concelho de Ourém.


2018-04-09

LEIRIA_COMANDANTE DA GNR PEDE RENOVAÇÃO URGENTE DE VIATURAS

O comandante territorial da GNR de Leiria, Jorge Caseiro, pediu hoje uma renovação "urgente" das viaturas daquela força de segurança no distrito, alertando que os carros têm em média mais de 14 anos e de 400 mil quilómetros.

"Descontados os habituais 'outliers', estes números disparam para valores que tornam urgente a sua rápida renovação", afirmou Jorge Caseiro, que falava em Pedrógão Grande, nas comemorações do Dia da Unidade do Comando Territorial de Leiria da GNR.

Segundo o comandante, tem sido feito um "significativo esforço" na gestão das cerca de 200 viaturas da GNR no distrito de Leiria e é necessário substituir "veículos que alcançam ou ultrapassam o milhão de quilómetros ou aqueles que apenas com elevadas doses de boa vontade e gastos excessivos" se mantêm operacionais.

Questionado pelos jornalistas sobre o estado das viaturas da GNR no distrito, o ministro da Administração Interna, Eduardo
Cabrita, também presente na cerimónia, frisou que o Governo lançou um concurso plurianual para aquisição de viaturas até 2021, sendo expectável que no segundo semestre deste ano a GNR receba a nível nacional mais de uma centena de viaturas, com "algumas delas" a irem "certamente para o comando territorial de Leiria".

Durante o seu discurso, Jorge Caseiro destacou, por outro lado, a redução média superior a 25% por ano na criminalidade
violenta no distrito, mas alertou para a necessidade de se alterar o "padrão de ação" na violência doméstica, que apesar de ter também diminuído, apresenta "números inaceitáveis para os tempos modernos".

Para o comandante, é necessário procurar "prevenir e evitar este tipo de violência", estando a ser preparadas propostas, com especial enfoque na comunidade jovem.

Já quanto à sinistralidade rodoviária, disse que "teima em não voltar a apresentar valores consentâneos com os padrões
internacionais" e considerou que já não basta a presença preventiva da GNR e a sua atitude fiscalizadora, sendo preciso
"mais e melhor sensibilização e, sobretudo, uma muito maior eficácia no sistema de aplicação de coimas".

2018-04-09